‘M’ faz 45 anos sob o status de diva

Completar 45 anos pode ser um drama para a maioria das mortais, mas para Madonna a idade não parece incomodar tanto. Com a carreira ativa e em alta, corpo minuciosamente esculpido por horas diárias de ginástica e uma vida pessoal comentadíssima, a popstar chega à metade da chamada “idade da loba” neste sábado (16) cada vez mais dona do título de diva.

Não que a maturidade não tenha lhe batido a porta nos últimos anos. Dona de um currículo amoroso conturbado, o último grande escândalo de sua vida pessoal foi em 1996, quando anunciou que estava grávida de seu ex-personal trainer, Carlos Leon. O nascimento de Lourdes Maria Ciccone Leon, porém, despertou em Madonna a vontade de construir uma família tradicional.

O “escolhido” foi o cineasta inglês Guy Ritchie, dez anos mais novo. Em 2000, a cantora anunciou que estava grávida de Guy. Em dezembro do mesmo ano, logo após batizarem o recém-nascido Rocco Ritchie, os dois se casaram numa cerimônia secretíssima na Escócia. Apesar dos boatos sobre brigas homéricas entre o casal, Madonna sempre deixa claro que seu casamento vai bem, obrigada.

Profissionalmente, porém, a polêmica – cercada de todo o marketing possível – continua sendo a marca registrada de seu sucesso. O videoclipe da faixa-título do álbum American Life, lançado em abril deste ano, foi tirado do ar por conter imagens ofensivas de Madonna atirando uma granada de mão contra um sósia de George W. Bush – imagem que ela disse que poderia ser mal interpretada, no momento em que os EUA estavam em guerra com o Iraque.

O disco não foi bem recebido pela crítica. Muitos disseram que Madonna estava cansada e repetitiva. Thomas O’Neil, autor de um livro sobre os prêmios Grammy e dono do Web site GoldDerby.com, no entanto, definiu bem a função da diva no mundo pop: “Madonna nunca foi e nunca será vista como cantora e artista séria. Ela é a equivalente para a música pop de um vampiro: nunca pode ser morta. Ela simplesmente transcende as críticas negativas e as previsões de que sua carreira chegou ao fim”.

Redação Terra