Madonna visita casa de Balthus na Suíça

Grande apreciadora de arte, Madonna aproveitou sua estada na elegante Gstaad para ir a cidade de Rossinière visitar o Grand Chalet, que serviu de moradia para o artista Balthus (1908-2001) – um dos mais importantes artistas europeus que era conhecido por retratar telas com adolescentes geralmente seminuas em poses ambíguas, muitas vezes com suposta conotação ao lesbianismo.

Em companhia da viúva, a condessa Setsuko Klossowska Rola, Madonna foi conhecer a casa que não é aberta ao público. Trata-se de uma arquitetura tradicional suíça, construída em 1754, com mais de 900m2 e chama atenção a fachada coberta com textos e decoradas com frisos retratando numerosos animais e flores, criadas por Jean-David Henchoz.

Lá serviu de local para a criação das obras de Balthus com seu imenso ateliê, que inclui telas inacabadas do artista e somente pouquíssimas pessoas puderam vê-las. Entre as personalidades que já tiveram a oportunidade de conhecer o local, estão o cantores Bono, David Bowie e o ator Richard Gere.

Abaixo o registro de Madonna e família: