Fã inglês descreve as faixas finalizadas do álbum Rebel Heart

Com a proximidade da apresentação da Madonna no Grammy, no dia 08/fev, ela e equipe se prepararam para a divulgação maciça do álbum Rebel Heart e single Living for Love, e com isso, diversas entrevistas para o mundo já foram gravadas em Nova York, além de algumas audições com jornalistas para publicarem uma review completa de todo o álbum.

Uma pessoa presente na audição que teria ocorrido dias atrás em Londres, publicou na web seus comentários sobre as faixas do álbum, desmistificando enfim, como cada uma teria ficado com o acabamento final da Madonna após os vazamentos. Não se sabe se é verdadeiro, mas o MadonnaOnline ouviu duas dessas canções, Holy Water e S.E.X., e a descrição bate exatamente como elas estão.

As faixas que farão parte do Box Super Deluxe não foram divulgadas, mas aqui o fã diz que fazem parte: Beautiful Scars, Borrowed Time, Grafitti Heart, Addicted e as inéditas, que não vazaram nas demos, Queen e Autotune Baby. Outras duas versões serão usadas como bônus em algumas versões do álbum pelo mundo, Joan of Arc acústica e Iconic Part 2.

UPDATE: Com o álbum vazado, eis mesmo a confirmação dessas faixas. Abaixo vamos rebater com o que o fã disse e o que é na verdade sobre as faixas.

madonna-rebelheart-formats

Hold Tight
mudou bastante!
Com produção de Ryan Tedder, a faixa ficou bem diferente da versão demo. Inicia-se suavemente com sintetizadores e a voz da Madonna está num tom mais ameno. A estrutura da música mudou completamente e com uma nova letra no meio.
Update: a faixa tem a mesma melodia da demo, porém ficou num tom mais calmo.

Joan of Arc
mudou bastante!
Uma das belas baladas do álbum mudou e ficou com uma batida um pouco mais dançante, não sendo mais apenas com violão como na demo. Inicia-se lentamente, parecida com a versão demo, mas em seguida entram batidas mais marcantes e pesadas. A letra tem mudanças, como Madonna não citar mais a palavra soldiers/soldados.

Iconic
mudou bastante!
Uma versão completamente diferente. A faixa abre com som de aplausos calorosos e surge a voz de Mike Tyson com eco falando rapidamente sobre ele e que foi o melhor que o mundo já viu. Há muitos graves e batidas e surge a voz da Madonna com a mesma letra da versão demo. No refrão há muito efeito de vozes sobrepostas e ecos. Chance The Rapper surge no final da canção contando mais frases inéditas.

HeartBreakCity
mudou bastante!
O vocal da Madonna soa o mesmo da versão demo e inicia-se com piano e voz, porém a canção ganhou uma batida mais marcante e forte. Ficou bem diferente!
update: a canção na verdade não mudou muito da versão demo. Permanece lenta e teve inclusão de mais percussão.

Body Shop
mudou pouco
Essa é uma faixa que ficou parecida com a versão demo. A base é a mesma mas há alguns elementos novos e o refrão parece que ficou um pouco mais limpo.

Holy Water
mudou bastante!
Com uma batida mais marcada e cheia de ruídos e sintetizadores, a faixa ganhou uma roupagem totalmente nova. A letra e estrutura permanecem a mesma, porém, Madonna repete mais “don’t it taste like a holy water”. No meio a faixa muda completamente e adquire uma progressão e batidas mais rápidas. Não nota-se a voz de Nathalia Kills.
update: no meio da canção surge sample de Vogue e perto do final Madonna fala “Jesus loves my pussy”. Oi?

Inside Out
mudou bastante
A melodia permanece a mesma da canção demo mas há novos elementos no instrumental, que mistura o violão, cordas e sintetizadores.

Wash All Over Me
mudou bastante!
Uma das demos que tinha conquistado os fãs pela produção de Avicii, mudou completamente! Ficou lenta, há piano, batida marcante e também ouve-se violão. Há um coral e vozes sobrepostas.

Best Night
mudou pouco
A versão final ficou parecida com a demo, com pequenos ajustes e talvez nota-se novo vocal em algumas partes.

Veni Vidi Vici
mudou bastante!
A brilhante canção que tem na letra citações de outras canções da Madonna, inicia-se com o rapper Nas dizendo “Madonna, life is so crazy” e pedindo para ela contar a sua história. A estrutura se assemelha à versão demo, mas com a inclusão de Nas durante toda a faixa ao fundo. No meio há um rap e surge o sample de uma conhecida canção da Madonna que vai até o fim da canção.
Update: Não existe esse sample na canção.

S.E.X.
mudou bastante!
A canção ficou bem mais trabalhada, com uma batida lenta, com piano e cordas e vai progredindo. Há susurros e gemidos, uma batida suave que parece uma caixinha de música. Na segunda parte a canção se transforma, ganha mais cordas e uma nova letra em que Madonna diz dar aula de “sexologia” e fala de diversas práticas sexuais.

Messiah
mudou pouco
A canção que já parecia perfeita na versão demo teve pouca mudança e ficou ainda melhor. Há mais da brilhante orquestra, coro, violinos, ficou grandiosa e é uma obra-prima.

Rebel Heart
mudou bastante!
A faixa título teve grande mudança da demo que todos ouviram. Ficou mais pop, mas ainda ouve-se o violão e uma nova sobreposição de elementos.
Update: ficou mais calma do que a versão demo.

Beautiful Scars
mudou bastante!
A faixa demo que já era ótima ganha uma roupagem completamente nova, com uma pegada mais disco e sintetizadores que podem até lembrar algo do Daft Punk.
update: há uma voz masculina na melodia, ainda não identificada de quem.

Queen
Faixa inédita e que é uma lindíssima balada, com uma forte e marcante percussão. A letra fala sobre uma rainha que perdeu o posto e os pessoas no mundo estão perdidas sem um governante.

Borrowed Time
mudou pouco
A estrutura permanece a mesma, porém os vocais estão novos e a música está mais calma, num tom mais suave.
update: mudou bastante pois saiu todo o estilo Avicii da versão demo e ficou mais lenta.

Graffiti Heart
mudou bastante!
Um novo arranjo faz parte da canção assim como nova letra. A voz de Madonna está mais calma e não aparece mais gritando como na versão demo.

Autotune baby
Mais uma faixa inédita, começa com um bebê chorando com vocoder, como na faixa Baby do Major Lazer, do Diplo. Talvez a mais fraquinha, a letra fala sobre a obsessão de um homem que faz tudo para tê-la e no final da canção cordas se misturam com elementos eletrônicos.

Addicted
mudou pouco
Poucas mudanças, talvez um novo vocal gravado, mas a estrutura é bem parecida com a versão demo.

Joan of Arc (Acoustic)
Versão que se assemelha mais à versão demo, mas bem melhor finalizada com novos elementos ao fundo e novo vocal.

Iconic (Take 2)
Uma versão mais lenta, progressiva e que vai ganhando novos elementos ao final. Encerra-se com Mike Tyson.

Rebel-Heart-700