Primeiro álbum da Madonna completa 33 anos de lançamento!

Foi no dia 27 de julho de 1983 que chegava às lojas americanas o álbum da novata Madonna. Depois do sucesso do single Everybody, lançado um ano antes e que dominou o mercado mundial (reveja nossa matéria especial), chegava a vez de ter o registro completo das músicas dessa cantora que já chamava atenção por sua ousadia na moda e atitudes.

Para producão, Madonna começou a trabalhar com Reggie Lucas, que anos antes já havia ganhado Grammy com suas producões e fazia parte do time da gravadora Warner. Começaram a trabalhar nas canções Lucky Star, Burning Up, Think of Me, I Know It e uma nova versão para a Ain’t no Big Deal. Lucas trouxe mais duas Physical Attraction e Borderline, mas no decorrer dos trabalhos Madonna não estava satisfeita com a direção musical e, após alguns conflitos, Lucas saiu do projeto e assim Madonna chamou o DJ John Jellybean Benitez, que era seu namorado na época, para dar outro tratamento nas faixas.

Madonna e Jellybean acrescentaram novos elementos às faixas e ele teve a ideia de buscar uma faixa nova que ouviu por outros produtores e que havia sido descartada. A canção chamava-se Holiday e já tinha a letra pronta mas ainda sem uma base finalizada, mas depois de algumas semanas ganhou a roupagem final e virou um de seus maiores hits.

Curiosamente, a faixa Ain’t No Big deal, que foi gravada em versão demo no ano anterior e faria parte do álbum, foi vendida pelo produtor Stephen Bray para um outro projeto inviabilizando assim para Madonna.

Sob o título apenas de MADONNA, o álbum teve suas oito faixas finalizadas e foi lançado no dia 27/Julho de 1983. Um álbum pop repleto de sintetizadores, tinha um ar jovial, as letras eram simples, falavam de amor ou simplesmente a dança e tinha como referência a disco, dance e black music. Madonna começava oficialmente sua trajetória na música tornando-se uma das mais importantes artistas do momento.

Com o sucesso já mundial da faixa Everybody, o segundo single lançado foi Burning Up, em março de 1983 e acompanhava o clipe onde Madonna se mostrava sempre no comando do amor. Mas foi com o segundo single que tornou-se um hit avassalador: Holiday dominou as rádios do planeta e fez sua entrada na Billboard no Top 20 e a alcançou o primeiro lugar no Top Dance. Curiosamente, não teve um clipe oficial, apenas diversas apresentações ao vivo.

O terceiro single foi Borderline, que alcançou picos mais altos na Billboard chegando ao Top 10 e permanecendo por 30 semanas na parada e aqui já tinha um clipe mais bem produzido e que contava a história de Madonna e o ciúme de seu companheiro. Lucky Star foi o último single, lançado um ano após o lançamento do álbum, e o sucesso foi tão grande que chegou à quarta posição na Billboard, sua primeira música a chegar ao dificílimo Top 5 nos EUA. Seu visual moderno numa mistura punk & brega com raízes de cabelo escuras, meias na perna e crucifixos, lançou moda e meninas se vestiam igual à Madonna.

O sucesso do álbum foi tão grande que Madonna chegou a vender na época mais de 7 milhões de cópias no mundo todo (hoje em dia passou dos 10 milhões) e com seu singles lançados teve duração comercial em mais de 1 ano, o que fez atrasar o lançamento de seu segundo álbum, Like a Virgin.

Para promover o álbum, Madonna não teve uma turnê mas fez dezenas de apresentações ao vivo em clubs entre Estados Unidos e Europa. Foi inclusive numa das apresentações de Holiday, que o apresentador Dick Clark perguntou qual era o desejo daquela garota de 24 anos: “Conquistar o mundo.” O resto todos nós sabemos…

Qual a sua canção favorita do Madonna?

Lucky Star0%
Borderline0%
Burning Up0%
I Know It0%
Holiday0%
Think of Me0%
Physical Attraction0%
Everybody0%


Montagem com fotos da capa:

CLIPES OFICIAIS:

APRESENTAÇÃO: