JUSTIFY MY LOVE completa 26 anos de lançamento!

Canção inédita lançada na coletânea The Immaculate Collection, é uma parceria de Madonna com Lenny Kravitz num trip hop sobre romance e sexo e foi aqui o início de uma de suas grandes polêmicas com o tema (e que depois resultaria na fase do álbum Erotica). Confira abaixo um pouco da história.

O VIDEO
Com direção de Jean Baptiste Mondino, traz Madonna com visual Marilyn Monroe em que retrata a história de uma hóspede num hotel francês que estimula as suas secretas fantasias sexuais com os outros hóspedes. Cenas de fetiche, lesbianismo, gays, sadomasoquismo, voyeurismo e sexo chocaram a sociedade na época e acabou banido da MTV.

“Por que é que as pessoas estão dispostas a assistir a um filme em que alguém é explodido em pedaços sem razão alguma, e ninguém quer ver duas garotas se beijando e dois homens se pegando?”, declarou Madonna na época.

Com a repercussão e curiosidade, a gravadora lançou-o como video-single: um VHS somente com o clipe. E foi um estrondoso sucesso, vendendo mais de 1 milhão de cópias, tornando-se o video-single mais vendido da história. É um dos itens raros na coleção madônnica.

Participam também no video seu namorado na época, Tony Ward, dançarinos da Blond Ambition e a modelo brasileira Luciana Silva. A referência foi o filme A Baía dos Anjos (La Baie des Anges), estrelado por Jeanne Moreau.

Em entrevista com os fãs em 2013, Madonna revelou que é o seu clipe preferido e que adorou filmar. “Esse foi incrível pois beijei muitos rapazes e mulheres. Foi divertido.”

madonna-justify-my-love-VHS

REMIX
Um remix inédito foi produzido por Madonna e Lenny Kravitz para o single, chamado The Beast Within Mix. Traz as bases da música original mas com Madonna recitando passagens do Livro do Apocalipse. Há sample da canção El Youm Oulika de Fairouz. Na turnê The Girlie Show, de 1993, Madonna incluiu a canção num dos interludes do show numa dramática coreografia com os dançarinos. Em 2003 o vocal da Madonna foi utilizada no projeto de arte X-STaTiC PRO=CeSS, em parceria com o fotógrafo Steven Klein. Em 2004, Madonna utilizou a canção com um novo remix para a abertura da Re-Invention Tour. O single ainda traz remixes de William Orbit, o primeiro trabalho dele com Madonna.

AO VIVO
Justify My Love fez parte das turnês The Girlie Show, de 1993, e da MDNA Tour, 2012. Nessa última com um remix desconstruído e com novos vocais, produzido por William Orbit, e com video de Tom Munro.

HOMENAGEM
Beyoncé usou referências do clipe (e de outros da Madonna) para o seu video Haunted.

A cantora Betty Dito faz inúmeras referências ao video de Justfy My Love em seu video I Wrote the Book, de 2011.

Gretchen regravou a canção em parceria com a banda 1E99.

A rapper Vita regravou uma versão com Ashanti para a trilha sonora de Velozes e Furiosos, e ainda fez um video imitando o original…

SAMPLES
Jay-Z fez a canção Justify My Thug para o seu álbum de 2003 e queria os vocais de Madonna mas acabou regravando com uma outra voz feminina.

O grupo Enigma utilizou samples do remix de Justify My Love para a canção Mea Culpa (Part II) Orthodox Remix.

O grupo Insane Clown posse usou sample de Justify my Love no single Bowling balls.

Manx na canção Suddenly.

SINGLE
O estilo leather presente no video originou esse icônico ensaio feito por Patrick Demarchelier para a capa do single.
madonna-justify-my-love-cd-maxi-single-usa

madonna_JustifyMyLove-video