Madonna vai ao Malaui e retorna à Nova York com as novas filhas Esther e Stella

Com a aprovação de mais uma adoção no Malaui, Madonna fez um bate e volta ao país para buscar as novas integrantes da família e chegaram nessa quinta-feira, 09, à casa em Nova York. O grupo, que incluía as gêmeas Esther e Stella, de quatro anos, saíram do Malaui com a temperatura em torno de 23 graus e se depararam com a nevasca em NY que derrubou a temperatura para -7 graus.

Um cuidador do Malaui veio junto para ajudar na adaptação das gêmeas, que ainda não falam inglês. Ele vai morar junto na casa da Madonna por um período e ajudará também David e Mercy a reaprenderem Chichewa, a língua de seu país natal – eles saíram do país muito pequenos e não lembram mais.

O tabloide Daily Mail publica que Madonna iniciou o processo de adoção das meninas dois anos atrás, quando elas foram deixadas no orfanato pela avó. Com toda a burocracia do país, na semana passada Madonna recebeu a permissão para a adoção. No tribunal, Madonna revelou que um de seus filhos adotivos disse que sonha um dia retornar ao Malaui para se tornar o presidente do país. Madonna teria dito que sonha que um dia as meninas gêmeas possam ajudar a comandar o hospital pediátrico que será inaugurado nesse semestre na cidade de Blantyre.

Em preparação para a chegada das meninas aos EUA, os outros filhos adotados de Madonna, David e Mercy, fizeram um vídeo caseiro expressando sua alegria com a chegada de suas novas irmãs de seu país natal, disse uma fonte do tribunal do Malaui.

Madonna confirmou nessa semana em seu Instagram que adotou as duas novas meninas. Ela já é mãe de David Banda, Mercy James, Rocco Ritchie e Lola Leon.