Madonna e filhos são capa da revista People com entrevista exclusiva

Ela falou na edição dessa semana da revista sobre ser mãe de quatro filhos adotivos. Confira a tradução:

Madonna fala sobre os seis filhos e adoção. “É complicado mas valeu a pena”

Madonna é talvez a artista feminina mais bem sucedida de todos os tempos, mas em casa ela é apenas mãe, ou Mambo, como os seus quatro filhos mais novos a chamam.

Na edição desta semana, a ícone pop, 59 anos, ofereceu um vislumbre raro dentro de seu mundo privado, convidando a People a ir ao Malaui em 11 de Junho, quando ela inaugurou o seu hospital pediátrico no país, Mercy James Centre for Pediatric Surgery and Intensive Care, o primeiro hospital infantil da região.

Um mês antes, em sua casa em Londres, ela falou sobre a sua emocionante jornada de adoção, por que ela tem se dedicado a ajudar as crianças do Malaui e a sua ocupada mas gratificante vida como mãe de Lourdes, 20, Rocco, 17, David, 11, Mercy, 11, e as gêmeas Estere (que antes conhecíamos como Esther) e Stella.

Malaui, um lindo país em dificuldades no sudeste da África, e que tornou-se a segunda casa para Madonna nos últimos anos. Depois de sua primeira visita em 2006, ela fundou a Raising Malawi, uma organização sem fins lucrativos que visa educar e apoiar serviços de saúde a inúmeros órfãos e crianças no país. É também onde conheceu quatro crianças que mudariam sua vida para sempre.

Depois de já ser mãe de Lourdes (com o Carlos Leon) e Rocco (com o ex-marido Guy Ritchie) ela encontrou David Banda no Home of Hope, um orfanato em Lilongwe, capital do Malaui. Ele era um bebê lutando contra a pneumonia e malária na época, e sentiu-se uma conexão instantânea, e assim ela começou o processo de adoção.

Mas quando o trouxe para casa em Londres, em 2008, a recepção não foi tudo como ela imaginava. “Os jornais diziam que eu havia raptado ele”, disse Madonna. “Na minha mente, eu pensava “espera um pouco, eu estou tentando salvar a vida de alguém. Por que vocês estão falando merda de mim?” Eu fiz tudo o que era correto. Isso me fez mal. Queria chorar direto.”

Madonna conheceu Mercy James no mesmo tempo de David mas a sua adoção foi ainda mais complicada. Pois ela estava recentemente divorciada de Ritchie e os oficiais do Malaui diziam que “ela não era capaz de criar uma criança”, ela conta. “O jeito que eu fui tratada, esse comportamento sexista que existe, foi ridículo”, disse Madonna, que desafiou com sucesso a recusa da Suprema Corte do Malaui e conseguiu levar Mercy para casa no ano seguinte, 2009. “Eu tive uns momentos bastante pesados, mas eu sou uma sobrevivente”, diz.

Em fevereiro desse ano, a estrela trouxe para casa Estere e Stella, gêmeas órfãs que ela conheceu no Home of Hope dois anos e meio atrás. No último verão, ela começou de novo o processo de adoção, que ela diz continuar rigoroso. “É que eu sou uma figura pública, e as pessoas não querem ser percebidas como me dando qualquer tipo de tratamento especial, então eu entendo que a jornada é difícil”. Mas ela complementa “É complicado, mas vale muito a pena”.

Depois de sete meses, Estere e Stella já se sentem em casa. “É como se elas sempre estiveram ali”, diz Madonna sobre as gêmeas que tornaram-se as estrelas de seus posts no Instagram.

As animações Moana e Sing tocam em loop na casa, mas quando Holiday tocou num jantar, David disse que essa era um dos hits da “Mambo” e elas disseram algo “Que?”, brinca Madonna.

Sobre o fato de a mãe dela ser a rainha do pop: “Elas não fazem ideia. E isso é bom. Eu sou apenas uma mãe”.

Madonna tem postado diversos videos e mais fotos de seus filhos em seu Instagram:

Future Humanitarian, Freedom Fighter, Peace maker and Music Lover! 🎉🌏🌍🌎🌈💯🎹🎼😂💘 @raisingmalawi

Uma publicação compartilhada por Madonna (@madonna) em

Big. Brother time at Home Of Hope!! 😂🙏🏻🌍 standing in front of Davids old crib! 👶🏾@raisingmalawi @people

Uma publicação compartilhada por Madonna (@madonna) em

UPDATE: A versão impressa vem a entrevista completa: