Chat MSN - 2001

Digital Dish Diva: Vamos todos dar as boas vindas a Madonna. Ela está aqui.
Madonna:
OBRIGADA. Você vai fazer as perguntas? Isto é ao vivo?

Madonna:
As perguntas vão ser datilografadas?

Madonna:
Oi todo mundo.

Digital Dish Diva:
Senhora Ritchie, bem vinda a bordo.

Digital Dish Diva:
Temos milhares de perguntas, portanto vamos começar.

Digital Dish Diva: Estamos hoje recebendo fãs de vários países, de diferentes pontos do globo, para conversar com a estrela de maior sucesso em todo o mundo: Madonna. Ela está conosco, ao vivo, diretamente de Londres. Esta é a segunda vez que Madonna está no MSN. A primeira vez, no ano passado, ela quebrou todos os recordes de webcast com seu show direto da Brixton Academy.

Digital Dish Diva: Seja bem vinda Madonna. É fantástico recebê-la de novo. Como você deve saber, temos aqui fãs de várias partes do mundo que estão esperando, nesta sala de chat, desde ontem, para fazer perguntas sobre seu novo CD “GHV2”.

Digital Dish Diva: AAya pergunta do Japão: “Seu DVD Drowned World Tour é realmente fantástico e muito interessante. Parece que você aprecia alguns elementos da cultura Pop japonesa, tais como filmes de “ninja”, arte performática e filmes de animação. Como nasceu seu interesse?”
Madonna: Não tenho certeza. Apenas estudando dança e viajando pelo mundo. Eu sou fascinada pela Geisha dance. Tem tido grande influência da mistura Geisha, Kurisawa, e artes marciais.

Digital Dish Diva: Herbert Gris, de São Paulo, pergunta: "Após as recentes tragédias, você acredita que irá algum dia criar alguma música em um de seus futuros álbuns que tenha como tema a PAZ? Algum plano neste sentido?”
Madonna: Eu acho que a paz já foi tema de muitas músicas minhas no passado. Sabe, eu não sou tão ingênua a ponto de pensar que o ataque de 11 de setembro foi a primeira vez que tivemos de lidar com o terrorismo. Eu continuarei a cantar sobre relacionamentos. A música "Swim" em "Ray of Light" fala exatamente sobre isto.

Digital Dish Diva: David, da Espanha, pergunta: “Madonna, qual de suas músicas é a mais representativa, a que mais reflete quem você é?”
Madonna: Esta é uma pergunta impossível de responder. Não existe uma única música que me represente. Todas as minhas músicas refletem a minha personalidade. Elas refletem, cada uma, um aspecto diferente da minha personalidade.

Digital Dish Diva: Benjamin, de Paris, pergunta: “O que você pensa da idéia: “Madonna não segue a moda, ela a dita.”?
Madonna: Eu gostaria de achar que isto é verdade.

Digital Dish Diva: Vanessa Ramirez, da Colômbia, pergunta: “Você acha que a sua vida espiritual mudou, influenciando os outros durantes todos esses anos de carreira artística?”
Madonna: Acho que minha vida espiritual tem crescido ao longo dos anos e isto afeta a minha música, e minha música afeta as pessoas. Talvez isto estimule que as pessoas fiquem mais pensativas e se responsabilizem por suas ações.

Digital Dish Diva: Há algum livro que você possa recomendar sobre este assunto?
Madonna: Tem muitos livros que eu poderia recomendar sobre o assunto, três principalmente: "The Art of Living" de Joseph Campbell, "The Four Agreements" de Ruiz e "The Power of Kaballah" escrito por Rabbi Berg.

Digital Dish Diva: Jessica Estrada, da Guatemala, pergunta: “Você acredita ser importante para uma mulher tornar-se mãe?”
Madonna: Eu acho que ser mãe é uma experiência incrível. Te fortalece, te faz crescer. Mas acho que você não precisa se tornar mãe para alcançar tudo aquilo que você pretende alcançar. Passando pelo processo de nascimento e acompanhando o crescimento da criança, a vida toda muda. Você olha para tudo com uma perspectiva diferente. Uma perspectiva melhor. Não a perspectiva do “eu eu eu” que você tinha antes de ser mãe.

Digital Dish Diva: O que mais te surpreendeu ao ser mãe?
Madonna: O que mais me surpreendeu? Poxa, esta é uma pergunta difícil, mas acho que é o fato de você ser totalmente responsável por formar uma criança que depende completamente de você. Às vezes eu acho que sei tudo e minha filha me faz perguntas que eu não consigo responder. Isto é complicado.

Digital Dish Diva: Dan Andersen, da Dinamarca, pergunta: “Você se vê no palco daqui a 10 ou 20 anos, como a Tina Turner e a Cher? Ou você preferiria ficar nos bastidores, ajudando a dirigir novos artistas?”
Madonna: Se eu não estiver no palco acho que eu não trabalharia com artistas. Se eu me vejo como a Cher ou a Tina Turner... Eu tenho total respeito por estas senhoras. Mas, com certeza usaria perucas mais bonitas. Na verdade eu não usaria peruca. Eu detesto perucas. Na minha última turnê eu usava uma e me deixava maluca.

Digital Dish Diva: A vida é diferente sendo loira ou morena?
Madonna: (risos) Na verdade não. É só uma ilusão, não é?

Digital Dish Diva: R.D, do Reino Unido, pergunta: “Alguma coisa em sua nova vida em Londres a surpreendeu?”
Madonna: Sim. Não acredito como as pessoas não gostam de trabalhar. (risos) Eu estou reformando a minha casa agora, então o pessoal começa a semana de trabalho ao meio-dia da segunda e acaba ao meio-dia na sexta. Isto me irrita! Estou acostumada com os americanos que trabalham 7 dias por semana. Aqui eles saem do trabalho às 5 e tem feriado o tempo todo. Quando você contrata um empregado aqui, eles te lembram que têm direito a 4 semanas de férias remunerada.

Digital Dish Diva: Silvia Sarian, do Reino Unido, pergunta: “O que você pensa em dar de presente para seu marido e filhos no Natal?”
Madonna: Não vou contar porque meu marido pode ler. Esta é uma informação super confidencial.

Digital Dish Diva: KF pergunta: “Vivendo em Londres é difícil ir às compras com todos os paparazzi?”
Madonna: É sim. Todas as lojas aqui têm janelas de vidro, e daí as pessoas ficam te fotografando e você para de fazer compras.

Digital Dish Diva: Chris Owen, de Canberra, pergunta: “Qual é a música que você prefere cantar no chuveiro?”
Madonna: Eu não canto no chuveiro. (risos)

Digital Dish Diva: Você canta no carro?
Madonna: Se eu canto no carro... Eu canto alguma música que não é minha. Canto para ou com meus filhos. São músicas que vão desde canções infantis até aquelas que você canta “la la la”.

Digital Dish Diva: Seus filhos acham que mamãe é uma artista legal?
Madonna: Eu não sei o que meu filho pensa. Ele só tem quinze meses. Minha filha? Bem, eu acho que ela gosta do que eu faço. Mas eu não sei realmente se ela acha que o que eu faço é legal. Sei que ela não tem vergonha.

Digital Dish Diva: Você já pensou em fazer um disco para crianças?
Madonna: Não.

Digital Dish Diva: Dirk Verbeeck, da Bélgica, pergunta: “A cada ano você canta melhor ao vivo que há 10 anos. Pudemos perceber isso no Drowned World Tour. O que você faz para manter sua voz sempre legal? Aulas de canto?”
Madonna: Sim. Eu tenho aulas de canto com minha professora em Nova York antes de qualquer tour ou apresentação. Tento sempre me programar para fazer isto. Mesmo quando não estou em um tour também gosto de ter aulas.

Digital Dish Diva: O que você faz para manter-se sempre em forma?
Madonna: Eu faço Ishtanga Yoga todos os dias e também Kung Fu para poder fazer as performances de arte marcial nos meus shows. Faço também Pilates.

Digital Dish Diva: Marianne, da Dinamarca, pergunta: “Gostaria de saber se você tem outros lados criativos além de fazer música, e o que você gosta de fazer quando não está trabalhando.”
Madonna: Eu tenho a impressão de sempre estar trabalhando. Eu gosto de escrever. Comecei a escrever um roteiro antes de sair em turnê. Também comecei a fazer um filme com meu marido. E estou reformando minha casa. Então, depois disto tudo feito, eu retomarei o roteiro para terminá-lo. Eu gosto de caçar e de ler.

Digital Dish Diva: Você gosta de caçar. Isto incomoda você?
Madonna: Não. As pessoas às vezes acham ruim que eu gosto de caçar, eu não. Não sou vegetariana. Então alguém tem que matar o frango que você come. Todo mundo parece esquecer o fato de que a carne que se come é morta. Eu acredito que se você caça um pássaro e cozinha, se envolve no processo como um todo e tem mais respeito pela caça. Eu posso entender as pessoas que são vegetarianas. Elas acham isto ruim. Mas eu não vou ser hipócrita e dizer que não mato animais. Eu uso sapatos de couro e como pato. Pelo menos me responsabilizo por isto.

Digital Dish Diva: StevieB, dos EUA, pergunta: “Que música você gostaria que estivesse no GHV2 e que foi excluída?”
Madonna: Nenhuma. No final das contas, se as pessoas quiserem ouvir uma música, elas podem pegar o disco que contém ela. Não estou arrependida de não ter alguma outra música no GHV2.

Digital Dish Diva: Pikkuhelmi, da Finlândia, pergunta: “Estou realmente encantada de ter sua nova coleção de sucessos, mas por que não há nenhuma música nova no GHV2?”
Madonna: Porque elas são os meus maiores sucessos. Colocar novas músicas seria uma propaganda enganosa, porque se é uma canção nova, não iria ser considerada um grande sucesso. Seria um pouco pretensioso, não?

Digital Dish Diva: Khuda Hafiz, do Paquistão, pergunta: “Você está atualmente trabalhando em alguma outra reinvenção musical? Ou seja, seu novo álbum ainda estará baseado na tendência dance/eletrônica ou vamos ver alguma mudança?”
Madonna: É difícil dizer. Tenho apenas algumas poucas idéias sobre o próximo álbum. Eu nunca sei o que vou fazer no estúdio, então não posso prever isso. As coisas apenas acontecem naquele momento.

Digital Dish Diva: Alan Russo, da Marinha dos EUA, pergunta: “Com quem você sempre queria ter cantado em dueto? “
Madonna: Ninguém. Não gosto da idéia de duetos.

Digital Dish Diva: Lisa Lila, dos EUA, pergunta: “Como foi a experiência de trabalhar em seu primeiro longa-metragem “Love, Sex, Drugs and Money” com seu marido?”
Madonna: Gostei bastante de trabalhar com ele. Tivemos duas experiências fazendo o comercial e o vídeo. Claro que é um desafio quando você está envolvido com alguém te dirige e manda em você o dia todo. Penso que encarei esses desafios com elegância.

Digital Dish Diva: Adriana D'Amico, de Toronto no Canadá, pergunta: “Olá, Madonna, por estar casada com um inglês e vivendo na Inglaterra, você acredita ter, de alguma forma, perdido “suas raízes” ou você será sempre aquela “italianinha” de Bay City, de Michigan?”
Madonna: Sempre serei aquela italianinha de Bay City. Tenho saudades de casa quando estou aqui, mas gosto de aventuras e acho que é bom mudar. Jamais perderei minhas raízes.

Digital Dish Diva: Do que você mais sente falta dos EUA?
Madonna: É um país diferente, apenas isso. Os americanos são mais diretos. Tenho saudades de Nova York – o tamanho de Nova York. Tenho saudades das amizades. Amo o jeito como as pessoas falam com você nas ruas. Elas chegam de repente e falam o que acharam de seu casaco. (risos)

Digital Dish Diva: Selahattin Gençtürk, da Turquia, diz: “Olá moça bonita, eu sou Selahattin, e vivo em Istambul, na Turquia. Acho que você é a melhor mulher do mundo. Não falo inglês muito bem, portanto não se zangue comigo. Obrigado e adeeeeeus, mulher do meu coração. Tenho 17 aos e VOU AMÁ-LA SEMPRE.”
Madonna: Wow! Legal, terei que ir para a Turquia.

Digital Dish Diva: Ann-Sofie Lindgren, da Suécia, pergunta: “Qual foi a decisão mais difícil que você já teve de tomar?”
Madonna: Mudar para Nova York quando eu era uma adolescente.

Digital Dish Diva: Thomas Bannister, da África do Sul, pergunta: “Se você tivesse de deixar uma mensagem para a humanidade, para tornar esse mundo melhor para todos nós, qual seria essa mensagem?”
Madonna: Dar (ajudar às pessoas).

Digital Dish Diva: Marlos Navarro Martinez, de Honduras, pergunta: “Como você enxerga sua vida depois que seus filhos tiverem crescido?”
Madonna: Eu não penso tão longe. Gosto de viver o momento.

Digital Dish Diva: Debois D’arc’, dos EUA, pergunta: “O quanto é importante a encenação teatral na apresentação musical?”
Madonna: Penso que se você irá se apresentar no palco, você tem de estar muito preocupada com o drama e com o nível do entretenimento visual. Se não, qual é a graça de fazer um show? As pessoas podem apenas comprar seu disco se você vai apenas ficar parada e cantar. Penso que é muito importante levar sua música para um outro nível e para mim é muito importante contar uma história junto com a música.

Digital Dish Diva: Esther da Suécia pergunta: “Li que você está colecionando quadros e obras de arte feitas pela grande pintora mexicana Frida Kahlo. Sou uma grande fã de Frida Kahlo e adoro seus quadros, tenho vários livros sobre sua vida, muito especial e interessante. Como nasceu seu interesse por Frida Khalo?”
Madonna: Tornei-me interessada na arte dela depois de ir ao instituto de arte onde Diego Rivera tem murais na parede e então descobri a mulher dele, Frida, e me tornei obcecada por seu trabalho. Ele é uma mulher impressionante.

Digital Dish Diva: DwR do Japão pergunta: “Encontrei algumas expressões na capa de seu álbum GHV2 que dizem "mo-dzi-ji-ra-mi-mi-dzi" (é assim que as pronunciamos). O que quer dizer isso?”
Madonna: Deveria ser o meu nome em japonês.

Digital Dish Diva: Mike Hill dos EUA pergunta: “Que música você está ouvindo agora?”
Madonna: Acabei de comprar o novo CD do Kid Loco que é incrível. Tenho escutado Nick Drake, Dean Martin e Goldfrapp.

Digital Dish Diva: E música favorita para época de festas?
Madonna: Gosto de ouvir músicas napolitanas e Bobby Darin, Dean Martin – músicas dessa época.

Digital Dish Diva: Blue_jean_Baby dos EUA pergunta: “Quando você está gravando uma canção em um estúdio, você precisa de algo para criar o “clima”, como velas, meia-luz, etc?”
Madonna: Nada de luzes fortes. Velas são uma boa idéia. Flores. Eu gosto de sentir as boas vibrações.

Digital Dish Diva: Madonnalove pergunta: “Você pretende algum dia gravar nos Abbey Road Studios?”
Madonna: Para falar a verdade, ainda nem tinha pensado nisto. Eu gosto do estúdio de Londres onde já trabalho.

Digital Dish Diva: Irma C. Zamot pergunta: “Madonna, depois de tanto que escreveram a seu respeito, você está pensando em você mesma escrever sua autobiografia?”
Madonna: Ah…, mas daqui uns 40 anos.

Digital Dish Diva: Yosh Tazaki dos EUA pergunta: “Quando você interpreta “Music” no palco, como é que você se sente vendo todas aquelas imagens iconográficas de anos passados, nas imagens de vídeo projetadas atrás de você?”
Madonna: Eu acabo não vendo muito estas imagens porque eu estou de frente para o público. Eu as vi uma ou duas vezes, mas me cansam porque me fazem perceber todo o trabalho que já fiz. Mas também me sinto bastante orgulhosa.

Digital Dish Diva: Michigan diz: “Olá Madonna, tenho sido seu fã desde os 12 anos. Agora tenho 30 anos e sou uma das pessoas que trabalha mais duro no mercado. Estive pensando, agora, você, com filhos e marido, qual é seu segredo de estar sempre com “tudo em cima” ?”
Madonna: Posso te assegurar que não é fácil. Trabalho por várias horas e durmo muito pouco. Mas sou muito organizada e, é claro, tenho vários assistentes.

Digital Dish Diva: Sergio Navarro, de Los Angeles, pergunta: “Não é interessante que sua entrevista está sendo dada exatamente no dia da Virgem de Guadalupe? É uma coincidência?”
Madonna: Não existem coincidências, mas isto é interessante.

Digital Dish Diva: Howard Tripolsky de Los Angeles, pergunta: “Estava pensando como é que se sente uma pessoa que sabe que milhões e milhões de pessoas estão constantemente formando e expressando opiniões sobre você e sua maneira de viver. Não é um fardo difícil demais para carregar?”
Madonna: Isso às vezes me chateia, todos querem saber de tudo que eu faço, mesmo coisas banais. Parece que as pessoas não estão prestando atenção suficiente às suas próprias vidas.

Digital Dish Diva: Norman Jackson de Los Angeles, EUA: eu sempre me pergunto o que o homem ou a mulher da música Substitute For Love do álbum Ray Of Light quer dizer no começo da música. Parece que você tem uma visão. Você pode esclarecer isso? E quem é essa pessoa misteriosa?
Madonna: Esta pessoa é o Rod mckewan - a voz é dele - foi tirada de uma entrevista que ele fez no rádio.

Digital Dish Diva: Mimi pergunta: “Uma francesinha gostaria de saber que influências você tem para criar suas coreografias?”
Madonna: No meu último show, aproveitei elementos de Kung Fu, tango e country.

Digital Dish Diva: SR de Los Angeles pergunta: “Você acha que a abrangência do “Immaculate Conception” é maior que a do GHV2?”
Madonna: Não, justamente o contrário. A maior veio depois. Eu estava prestando mais atenção.

Digital Dish Diva: Madonna, muito obrigada por estar aqui com a gente hoje, falar com seus fãs de todo o mundo. Muito sucesso com o "GHV2”. De todos os seus fãs do mundo e de todos aqui do MSN. Desejamos boas festas!
Madonna: Muito obrigada! Gostei muito! Boas festas para todos.
Madonna: Adoro ser chamanda de Sra. Ritchie - muito obrigado

Digital Dish Diva: Esta é sua casa, sinta-se à vontade de nos trazer futuros trabalhos.
Madonna: Muito obrigado.

Digital Dish Diva: O MSN agradece a presença de todos.