Programa 'Access Hollywood' - 2002

Madonna esteve em Hollywood promovendo seu novo filme Swept Away, dirigido por seu marido Guy Ritchie. O casal acabou de fazer o remake do clássico italiano de 1974. O projeto, rodado em Malta, foi um verdadeiro teste para um casamento de dois anos, que poderia ter sido arruinado. A apresentadora do Access Hollywood, Nancy O'Dell, sentou-se com "Lady M" para falar do relacionamento com seu marido, maternidade e o motivo dela não conseguir escapar das fofocas publicadas em tablóides e das duras críticas que sofre em sua carreira dramática.

Nancy O'Dell: Quais concessões você teve que fazer ao ser dirigida pelo seu marido?
Madonna: Sinceramente, nenhuma. Eu acho que o Guy fez mais concessões do que eu.

Nancy: Ele foi bem engraçado hoje quando me disse que a maior concessão que ele faria é evitar uma separação.
Madonna: Yeah.

Nancy: Ele seria mesmo capaz de uma coisa como essas?
Madonna: Guy não concederia o bastante para fazer isso. Existiam outras pessoas que diziam: "É melhor não fazer o filme. Vai ser o beijo da morte. Acontece sempre quando os casais trabalham juntos". Todas as pessoas se mostraram contrárias. Isto nos deixou mais apreensivos, mas decidimos ir adiante. Fazer este projeto foi uma experiência muito boa.

Nancy: Você já disse que gosta de fazer o Guy pensar que você é uma boa atriz. Eu realmente não consigo imaginar você ficando nervosa, mas você disse que atuar sendo analisada por ele te faz tremer...
Madonna: Isto só acontece quando estou me apresentando, seja tocando guitarra, cantando ou no teatro. Eu fico tranqüila até saber que o meu marido vai estar na platéia me olhando. Fico um pouquinho mais nervosa do que de costume. Sempre acontece.

Nancy: Que bonitinho...
Madonna: Eu quero que ele goste do que estou fazendo. Quero vê-lo orgulhoso. Eu acho que é uma coisa idiota, você não acha?

Nancy:
Não acho. Significa que você o ama. Esta foi a primeira vez que você fez uma cena de amor após seu casamento, estou certa?
Madonna: Sim, e acho que não foi bem uma cena de amor...

Nancy:
Realmente, você ficou rolando na areia, mas tinha um "que" de uma cena de amor...
Madonna: Tinha sim. Mas não fizemos nada. Quando você faz aquele tipo de coisa em filmes, há uma multidão de pessoas ao seu redor e você está ali, concentrada. A última coisa, a coisa mais remota na sua mente é que intimidades possam acontecer.É um processo mecânico, e eu estava inacreditavelmente nervosa, assim como o Adriano. Para te falar a verdade, eu nem me lembro do que aconteceu...

Nancy: Sério?
Madonna: Foi parecido com a sensação de se ter um dente obturado. (risos)

Nancy: Você ficou nervosa com a presença do Guy?
Madonna: Fiquei. Eu amo meu marido e não gostaria de beijar outro cara na frente dele. Foi uma coisa muito louca.

Nancy: É verdade que o Guy era quem mais mandava no que deveria ou não ser mostrado, como por exemplo, as cenas de nudez?
Madonna: Totalmente.

Nancy: Vocês estavam dispostos a ir além daquilo?
Madonna: Eu estava disposta a fazer aquilo que ele me dissesse, eu não iria argumentar. Você não precisa transar ou estar completamente pelada para passar uma imagem em um filme. Não esquentei minha cabeça, só falei: "Eu farei aquilo que você me pedir, mas por favor, não quero que pareça que tenho celulite ou coisas do tipo". Na verdade, esta foi minha única concessão.

Nancy: E ele foi legal com você? Você aprovou o resultado?
Madonna: Não. (risadas). Esta não foi uma grande idéia. Eu queria não parecer gorda. Eu estava preocupada com minha imagem, e infelizmente, é assim que a maioria das pessoas pensam. Isto não é importante...

Nancy: Uma das coisas que vocês dois disseram é que não leriam nenhum artigo publicado em revistas ou jornais falando sobre o filme.
Madonna: Sim

Nancy: Seria por causa, como Guy estava me dizendo, dos muitos artigos que vocês leram falando mentiras sobre suas vidas? Vocês não acreditam mais em ninguém?
Madonna: A grande verdade é que as pessoas prestam atenção em nossas vidas por um grande número de razões. Conseqëntemente, as pessoas acabam escrevendo muito sobre a minha particularidade. Foram ditas muitas coisas negatiavas a nosso respeito, e mesmo você sabendo que nada daquilo era verdade, acaba pensando: "Por que alguém diria algo assim? O que essas pessoas querem dizer?". Mesmo sabendo que não deveria levar isso para o lado pessoal, de alguma forma, você acaba se magoando por causa de coisas pequenas. Após um momento, você cai em si e pensa na ironia da situação: Você quer que falem coisas legais ao seu respeito e isto significa que estas coisas na verdade têm importância. É melhor ignorar tudo porque no final do dia, ganhar uma competição de popularidade ou apenas conseguir a aprovação das pessoas não é importante.

Nancy: Os críticos estão cada vez menos gentis com sua carreira de atriz. É óbvio o motivo. Eles querem te rotular em uma categoria. Você fica magoada?
Madonna: Costumava ficar, mas agora eu penso: "Tudo bem, muito obrigada de qualquer forma"

Nancy: Sério que você não se preocupa?
Madonna: Não.

Nancy: De que forma a maternindade mudou sua personalidade?
Madonna: Eu sempre foi do tipo que quase não dormia, ou não dormia mesmo. Os dias estão cada vez mais corridos. Ainda há muito para se fazer, e mais ainda para prestigiar. É um desafio, mas eu gosto, na verdade, eu amo este tipo de coisa.

Nancy: Você acha que consegue apontar o que é mais importante em sua vida? Muitas pessoas acham que as crianças podem fazer isso por você...
Madonna: Bem, eles te forçam a se tornar um pouco menos obsecada com você mesma. É fácil entender o amor incondicional das crianças. É preciso aprender a doar e ser generosa com as crianças.

Nancy: Você gostaria de ter mais filhos?
Madonna: Gostaria. Não sei se ainda pode acontecer, mas penso seriamente....

Nancy: Você mantém a idéia em aberto?
Madonna: Claro.

Nancy: Guy também quer?
Madonna: Yep.

Nancy: Que bom! Queremos ver você tendo um filhinho...
Madonna: Nunca se sabe...

Nancy: Você não estaria grávida agora, certo? Você não está tentando me dizer nada, ou está?
Madonna: Não, eu não estou. juro.