Programa 'Oprah ' - As Rosas Inglesas - 2003

Oprah: Whoo! Tudo bem com a cabeça de vocês (falando para os dançarinos). Obrigado aos dançarinos da GAP. Agradeçam a eles! Agradeçam… Eles participaram com Madonna e Missy Elliot do novo comercial da GAP. Sim, muito obrigado a todos vocês! Hoje é o segundo dia de nossa 18ª edição, e aqui está ela! Aqui está ela, aqui está ela! Tudo bem, ela em pessoa vai falar em uma entrevista sobre sua nova paixão, por favor, seja bem-vinda, Madonna! Whoo! Bom, muito bom. Legal te ver de novo, ok Madonna! OK. Obrigada dançarinos da GAP. Whoo, whoo.
Madonna: Wow, que surpresa legal!

Oprah: É uma surpresa, foi muito legal. Alguém da platéia ainda não viu "o beijo"? Você? Ah, ok.
Madonna: Eu ainda não vi...

Oprah: Eu…
Madonna: Eu não vi ainda...

Oprah
: Você beijou e ainda não assistiu? Eu também não vi ainda. Eu pensei que fosse a única pessoa do mundo que não tivesse visto o beijo, já tinha até falado com meus produtores e eles falaram "você é a única pessoa no mundo que não viu o beijo". Joe, pegue a fita para que nós quatro, incluindo a Madonna, possamos ver!
(um trecho da apresentação do VMA's é mostrada)

Oprah: OK. É isso ai, ok… então o mundo ainda fala sobre isso após duas semanas?
Madonna: Eu estava no avião indo pra Escócia…

Oprah: Yeah.
Madonna: ...naquela noite, então eu estava por fora até esse momento...

Oprah
: Sério?
Madonna: Yeah.

Oprah: Você sabia que foi primeira página de…
Madonna: Não fazia idéia do que isso ia causar, bem, a repercussão que isso causou…

Oprah
: Quero dizer, eu...
Madonna: Era um beijinho de amigas, apenas isso...

Oprah: E… e… você, apenas???
Madonna: Era só isso, juro por Deus!

Oprah: Não foi apenas a repercussão, mas uma grande fonte de notícias. Eu ouvi que esta cena foi mostrada inúmeras vezes nesse país. Mas você está totalmente por fora.
Madonna: Yeah. Houve falta de notícias ou algo do gênero, certo?

Oprah
: Agora, aquilo tudo foi planejado ou foi espontâneo? O que aconteceu de verdade?
Madonna: Um, basicamente, você deve saber, eu era o noivo e tinha duas noivas, certo?

Oprah: Yeah.
Madonna: Então, como todo mundo sabe, o noivo e a noiva se beijam…

Oprah
: Yeah.
Madonna: Era pra ter sido uma coisa engraçada, um comentário irônico sobre o beijo do noivo e da noiva, eu tinha duas noivas. Eu ia beijar as minhas duas noivas. Todos os ensaios que fizemos, as coisas funcionavam de uma forma muito inocente, era uma coisa, uma coisa, sabe... "selinho".

Oprah: Yeah.
Madonna: ...Certo? então…

Oprah: Aquilo foi mais que um selinho...
Madonna: Eu sei….

Oprah: Yeah. Yeah.
Madonna: Sei disso, mas se você olhar a forma como a Britney me beijou, daquele jeito agressivo… Aquilo me surpreendeu. Juro por Deus!

Oprah
: OK.
Madonna: E você sabe… sou uma ‘Showgirl’ e após 20 anos de 'showbusiness' nós aprendemos a dançar conforme a música. Entende?

Oprah
: Absolutemente, tudo bem, você não vai, Oh meu De..
Madonna: Com um limão você faz uma limonada; se alguém surge em sua frente com a boca aberta, você tem que dar o beijo, oras!

Oprah: É assim que as coisas devem ser!
Madonna: Foi um gesto inocente e muito divertido. Ainda não consegui entender porque as pessoas estão fazendo um alarde tão grande..

Oprah: Você não entende de verdade?
Madonna: Não entendo…

Oprah: Você não entende? Você está deixando todo mundo surpreso...
Madonna: Caramba, será que ninguém nunca viu duas garotas se beijando antes?

Oprah
: Não posso te afirmar se a maioria dos americanos já viu. Você já viu?
Homem da platéia: Yeah!

Oprah: Ah não, ele está mentindo! Está falando isso só porque você está aqui!
Madonna: Claro que não, eu queria dizer...

Oprah: Yeah.
Madonna: ... Foi uma besteirinha, entende? Como…

Oprah: Não pareceu nenhum pouco...
Madonna: Oh, por favor, não!

Oprah: Você está tentando fazer gênero ou algo do tipo...
Madonna: Gênero em que sentido?

Oprah: Não sei… tipo...
Madonna: Eu fiz esse gênero há 10 anos atrás!

Oprah
: Dez anos atrás. Agora, sua filha, Lourdes, estreou no Vídeo Music Awards.
Madonna: Yeah. Ela era a daminha-de-honra!

Oprah: Eu sei. Ela carregava as flores. Ela estava muito nervosa?
Madonna: Ela estava preocupada com os cabelos, mais preocupada com isso do que com a performance. Tenho que falar isso pra você. Minha filha tem obsessão pelos cabelos, então…

Oprah: Você ficou nervosa por ela?
Madonna: Sim, eu fiquei um pouco aborrecida por ela porque pensei: "Deus ela vai pro palco e pensar que é a coisa mais fenomenal do mundo, entende?

Oprah: Uh-huh. E todo mundo adorou ver...
Madonna: Yeah.

Oprah: Yeah. Você não quer que ela se apaixone pelo palco?
Madonna: Bem, eu só quero que ela tenha uma infância normal...

Oprah: Yeah.
Madonna: ... entendeu?

Oprah: Você acha que pode criar sua filha como uma criança normal?
Madonna: Tão normal...

Oprah: Quanto possivel.
Madonna: Quanto possivel. Quando estamos em casa com as portas fechadas, não brincamos com a idéia de que existem celebridades vivendo sob o teto. Não falamos sobre fama, não temos revistas e nem assistimos televisão. Tiramos isso totalmente de nossas vidas.

Oprah: Certamente ela sabe a natureza de sua fama, ela já deve ter entendido tudo…
Madonna: Yeah.

Oprah: ...um pouco mais do que parece…
Madonna: Yeah, ela sabe. E eu não acho… ela sabe que trabalho para viver. Ela sabe que sou cantora, e que danço para viver. Ela vê milhares de fotos e vídeos que faço. Ela entende que é o trabalho da mamãe dela. Ela basicamente aceita as coisas da forma que elas são. Ela aceita a presença dos fotógrafos nas ruas, e nunca conversamos sobre isso. Chamamos os fotógrafos de "coelhinhos"…

Oprah: Você chama?
Madonna: 'tem coelhinhos ali?' entende... ela fala comigo.

Oprah: Yeah. Yeah.
Madonna: Ela fala "Mamãe, tem um coelhinho ali" e eu falo "ok" e continuamos andando para casa e não falamos sobre o assunto novamente.

Oprah
: Que legal!
Madonna: Yeah.

Oprah: Na volta dos comerciais, falaremos sobre o que Madonna nunca imaginou fazer e que agora está fazendo, e é realmente uma coisa maravilhosa. Voltaremos logo e continuaremos nosso papo com a Madonna

(Comerciais)

Oprah: Esta foi a música "American Life" do novo CD da Madonna, "American Life".
O que você estava dizendo naquela música?
Madonna: Basicamente, a idéia é que eu tenho todas essas coisas que o dinheiro pode comprar, mas percebi que estas não são as coisas que te fazem feliz, que fazem você se sentir preenchido, e que nada no mundo material nunca irá nos fazer feliz.

Oprah: Você é a Material Girl.
Madonna: Bem, aquilo era para ser irônico.

Oprah: Uh-huh.
Madonna: Yeah.

Oprah: Não, mas você…
Madonna: Não, mas quero dizer, eu sou tanto não ‘Material Girl’. Suponho que até certo ponto existiam muitos anos de minha vida – Quero dizer, tenho certeza e não suponho, aonde eu pensei que estas coisas iriam, que fama e fortuna e aprovação do público iriam trazer felicidade.

Oprah: Yeah.
Madonna: E depois, bem, você sabe, um dia você acorda e percebe que não.

Oprah: E qual foi este dia para você?
Madonna: Acho que depois de fazer "Evita", você sabe, eu ganhei um globo de ouro. Estava grávida. Estava prestes a ter um bebê.

Oprah: Yeah.
Madonna: E parecia que a vida era completamente satisfatória. Tinha tudo, mas ainda sentia como se estivesse faltando algo.

Oprah: E o que era este algo?
Madonna: Um entendimento sobre qual era o meu lugar no mundo de verdade. Até aquele momento, sentia-me controlada pelos altos e baixos que aconteciam comigo em minha vida. Você sabe, se as coisas estivessem indo bem, eu estava feliz. Se alguém dizia algo negativo sobre mim nos jornais, ficava deprimida. Se tivesse um relacionamento que era divertido e bom e tudo estivesse satisfatório, então eu estava feliz.

Oprah
: Yeah.
Madonna: E se aquele relacionamento terminasse, então não estava feliz, e eu não entendia - não sentia que eu estava no controle da minha vida.

Oprah: Então você estava sendo definida por todas as coisas externas.
Madonna: Pelas coisas. Exatamente.

Oprah: Yeah. Yeah.
Madonna: Pelas coisas externas.

Oprah: Então o que aconteceu depois que você percebeu que existe mais coisas na vida do que tudo isso? Existiu algo em particular que aconteceu que causou isso?
Madonna: Acho que provavelmente a grande coisa tenha sido o fato que estava prestes a me tornar mãe.

Oprah: Uh-huh.
Madonna: E queria entender o que iria ensinar a minha filha, e eu realmente não entendia onde eu me encaixava nas coisas.

Oprah: Uh-huh.
Madonna: Queria entender qual era o significado da felicidade e aonde e como iria buscar a verdadeira e duradoura felicidade e como iria ensinar isso a minha filha.

Oprah: O que você pensa agora quando olha para aqueles anos atrás? Quero dizer, todas a garotas que estavam imitando você andando por aí com um sutiã pontudo por cima das roupas, você sabe, porque elas não tinham o que você tinha, mas queriam seja lá o que for que pensavam - a ilusão que você tinha.
Madonna: Certo.

Oprah: Elas queriam aquilo.
Madonna: Yeah.

Oprah: E não estavam olhando além da superfície de nada…
Madonna: Certo.

Oprah: Além do, 'Eu quero, eu quero, eu quero.'
Madonna: Exatamente.

Oprah: O que você pensa agora quando olha para esta época em sua…
Madonna: Quando olho pra isso, penso, wow, eu tinha um enorme desejo, um enorme desejo de receber, você sabe. Eu tinha grandes sonhos, era ambiciosa. Era corajosa. Era provocativa, mas não sinto como se tivesse a figura completa da vida. Fiz o melhor que pude com o conhecimento que tinha.

Oprah:. Yeah.
Madonna: Yeah.

Oprah: E quando você sabe melhor, você faz melhor.
Madonna: Exatamente.

Oprah: Yeah.
Madonna: Yeah.

Oprah: Então foi a sua filha ou só este desejo? Porque o que entendi é, procure e você deve achar, e abrir as portas…
Madonna: Yeah.

Oprah: …você sabe, bata e as portas se abrirão para você.
Madonna: Certo.

Oprah: Isto foi o ponto mais alto de ter um filho.
Madonna: Eu…

Oprah: …querer algo mais profundo em sua vida?
Madonna: Yeah, é uma combinação de, você sabe, estar grávida, de querer realmente encontrar minha alma gêmea, e querer sentir a felicidade duradoura.

Oprah: Yeah.
Madonna: Mas, não estou fazendo isso sozinha. Quero dizer, tenho que dizer que, você sabe, não existem enganos. Penso que tudo acontece por algum motivo, e quando eu estava grávida da minha filha, basicamente, foi quando comecei a estudar Cabala, e quando tudo aconteceu comigo de uma vez tipo nesta parte da minha vida aonde tive um profundo desejo de entender o que estava fazendo, o que…

Oprah: O que é cabala?
Madonna: É uma filosofia que te dá ferramentas para lidar com a vida, e existem vários princípios na cabala que são similares aos conceitos no cristianismo ou no budismo.

Oprah: E o princípio fundamental é o que, que você é o responsável por sua…
Madonna: Certo.

Oprah: Vida?
Madonna: Te darei dois princípios fundamentais. Um é a questão da responsabilidade…

Oprah: Certo. Yeah.
Madonna: Que somos responsáveis por tudo que acontece conosco.

Oprah: Certo.
Madonna: Ok? E que devemos tomar a responsabilidade por tudo que acontece conosco.

Oprah: Certo.
Madonna: Por exemplo, boas coisas acontecem conosco. Ganhamos um prêmio, ganhamos um jogo de basquete. Conseguimos uma promoção.

Oprah: Certo.
Madonna: Conhecemos o amor de nossas vidas e tomamos posse disto. Dizemos, 'Eu fiz aquilo. Eu atrai aquilo.'

Oprah: Sim.
Madonna: Isto é por causa de mim.

Oprah: Sim.
Madonna: Mas então coisas ruins acontecem conosco.

Oprah: Certo. E você diz…
Madonna: Uma doença. Somos demitidos. Isto aconteceu. E nos divorciamos disto.

Oprah: Certo.
Madonna: Nos disconectamos disto. Não assumimos a responsabilidade. Isto é apenas algo que aconteceu conosco. E obviamente isto é uma idéia absurda.

Oprah: Certo.
Madonna: Então, primeiro de tudo, assumimos a responsabilidade por tudo e entendemos que assim como podemos atrair o positivo, podemos atrair o negativo.

Oprah: E que não existe nada acontecendo fora de ordem com você.
Madonna: Não.

Oprah: OK.
Madonna: Existem leis…

Oprah: Bem, isto é o que acredito. Não sabia que acreditava na Cabala, mas estas são minhas crenças. Madonna: Bom.

Oprah: Yeah. Estas são as minhas crenças.
Madonna: Bem, você é praticamente uma Cabalista.

Oprah: Eu sou...
Madonna: Então...

Oprah: Sou praticamente uma Cabalista...
Madonna: Yeah.

Oprah: ...Não sabia disso.
Madonna: Yeah. Mas o outro princípio é que existe uma força infinita de dar, uma força infinita de amar. Você pode chamar de Deus.

Oprah: Acredito nisso também.
Madonna: A força da Luz de Deus.

Oprah: Yeah.
Madonna: …A energia. Você sabe, seja o que for, os Cabalistas chamam de Luz, mas essencialmente é Deus.

Oprah: Yeah.
Madonna: Ok. Então a idéia é que esta força, este Deus, é todo amor e todo compartilhar, e quando nos disconectamos desta força, e aí que temos o caos.

Oprah: Yeah.
Madonna: E aí que convidamos a dor e o sofrimento para nossas vidas.

Oprah: OK.
Madonna: E isto me leva ao livro infantil, porque agora você provavelmente está indagando, bem, como posso me desconectar?

Oprah: Yeah.
Madonna: Como - Qual é a maneira que poderia me desconectar de Deus, ou da força da luz de Deus, ou seja o que for? Bem, uma delas é a inveja e a raiva, cobiçar o que outra pessoa tem.

Oprah: Yeah.
Madonna: Não ter gratidão pelas coisas que você tem e olhar para o que as pessoas têm e não estar satisfeito, querendo o que as pessoas têm.

Oprah: E é isto que nos leva
Madonna: E é disto que se trata "As Rosas Inglesas".
A seguir, conheça as novas meninas de Madonna. É a sua paixão mais recente, "As Rosas Inglesas". Voltamos logo

(Comerciais)

Oprah: Então, ontem novamente, Madonna estava em todas as manchetes quando foram publicadas a história e o 'release' do primeiro livro infantil, chamado 'As Rosas Inglesas'. Madonna você tinha pensado em escrever um livro infantil alguma vez na vida? Bem, ela continua a surpreender o mundo. O livro é realmente uma graça. É uma história sobre 5 menininhas de 11 anos que aprendem sobre ciúmes, inveja e amizade. Madonna dedicou o livro para seus próprios filhos, e Madonna, por favor, nos apresente 'As Rosas Inglesas'... Você poderia fazer isso?
Madonna: OK.

Oprah: OK.
Madonna: Da direita para a esquerda… Grace, Charlotte com a franja, Amy é a ruivinha, Nicole usa óculos, e então essas meninas superam seu ciúme e inveja e se tornam amiguinhas de Binah...

Oprah: Binah
Madonna: ...então elas se tornam "as cinco rosas inglesas".

Oprah: Eu já li o livro todo. Eu achei muito, muito lindo… você fez um belo trabalho.
Madonna: Muito obrigada.

Oprah: Um lindo trabalho de verdade, e sei algumas coisas sobre livros, então considero um ótimo trabalho. O que me deixou intrigada no seu livro foi a personagem Binah, você é Binah na história?
Madonna: Não.

Oprah: Você não é?
Madonna: Não.

Oprah: OK.
Madonna: Eu não faço parte da história…

Oprah: OK. OK. Temos "As Rosas Inglesas," e também a outra garota que elas conheceram e que se chama Binah, e aqui estão algumas coisas que devemos saber sobre ela:. 'Ela era uma linda garota, tem cabelos compridos e sedosos e a pele de leite e mel. Ela era uma ótima aluna e tinha ótimo desempenho em esportes. Ela era sempre gentil com as pessoas, ela era muito especial. Mas era triste porque mesmo sendo a menina mais linda que todo mundo já viu, ela também era muito solitária. Agora vocês estão provavelmente pensando qual é problema? Se ela é tão legal, porque as rosas inglesas não a convidam para tomar uma xícara de chá? Ai você fala "escuta eu já te falei, é porque as 4 são um pouco ciumentas". Então eu estava pensando, por que ela parece uma garota que tem tudo o que quer na vida.
Madonna: Yeah.

Oprah: ... aparentemente ...
Madonna: Yeah.

Oprah: ...tem ou não algo a ver com você?
Madonna: Devo ter feito isso inconscientemente.

Oprah: OK.
Madonna: Quero dizer, vou te contar a verdade, provavelmente o livro é mais inspirado em minha filha.

Oprah
: Sério?
Madonna: Porque ela freqüenta uma escola francesa em Londres, e existem muitas crianças francesas estudando lá. É muito internacional, existe um grupo de meninas que sempre estão juntas. Elas são inglesas e eu já fui falar com a professora sobre minha filha. Você sabe, naquela reunião com pais. Ela me contou sobre as garotas. Eu perguntei "quem são as amiguinhas dela? E a professora me disse: "ela está sempre com as rosas inglesas". E eu disse: "o que, como assim?" A professora explicou que eram um grupo de meninas inglesas que eram grandes amigas e ficavam juntas na Escola. Ai pensei que isso era uma grande idéia bonitinha. Sabe, com essa idéia, as rosas inglesas eu…

Oprah: Por que chamam as meninas dessa forma?
Madonna: Porque elas são 4 garotas inglesas que estudam juntas em uma escola Francesa

Oprah: Oh, OK.
Madonna: E imagine, tem toda aquela história da beleza de uma rosa da Inglaterra, todas aquelas coisas…

Oprah: Certo, certo, certo.
Madonna: Então eu também sei que muitas vezes minha filha não tem com quem brincar na escola, ela muitas vezes fica sozinha. As crianças sabem que sou a mãe dela e acredito que, inconscientemente tratem ela de forma diferente porque acreditam que ela tem mais que eles, na verdade eles pensam que ela tem tudo que quer. Então resolvi incorporar isso na história, a idéia das rosas inglesas. Você leu que a mãe da Binah morreu quando ela era muito novinha, e você sabe eu peguei isso da minha infância. O livro é uma grande mistura de tudo ao meu redor....

Oprah: Yeah.
Madonna: ...de experiências, escrevi sobre isso.

Oprah: Então você pode entender porque eu penso que Binah tem algo a ver com você?
Madonna: Claro, posso entender você. Mas eu nunca achei que era bonita quando era pequena, entende?

Oprah: Uh-huh.
Madonna: Nunca tentei escrever sobre minha infância, sabe?

Oprah
: Claro, mas pensei que partes da história tinham a ver com você.
Madonna: Yeah.

Oprah: ...fazer ...
Madonna: Yeah.

Oprah: Mas então o livro foi realmente inspirado em seus filhos e em ler para seus próprios filhos a noite.
.Madonna: Yeah.

Oprah: Yeah.
Madonna: Para mim, escrever esses livros foi um tipo de benção, primeiramente eu posso dividir tudo que aprendi com as crianças. E por outro lado, escrevi histórias muito legais, em minha opinião, para ler para meus filhos quando eles forem para a cama.

Oprah: Sim, mas que idade teriam, se você quisesse começar a ler os livros para seus filhos, quantos anos eles deveriam ter?
Madonna: Eu comecei a escrever quando minha filha tinha 6 anos. Ela já tem quase 7 anos, e ela foi basicamente a co-autora dos livros.

Oprah: Deste.
Madonna: Certo! absolutamente.

Oprah: O que ela falava para você quando achava que as coisas eram chatas?
Madonna: Ah! 'Mamãe, isso está tão chato. Você já disse isso. Tira esse pedaço.'

Oprah: Que legal.
Madonna: E eu respondia, 'OK,' e ela adorava. Acho que foi uma das coisas que ela mais gostou de fazer.

Oprah: Parece que você tem uma ótima relação com sua filha.
Madonna: Tenho sim.

Oprah: Yeah. Yeah.
Madonna: Tenho uma ótima relação com ela. Sabe, só acho que ela é um pouquinho mais obcecada com os cabelos do que deveria ser. Não posso imaginar de onde ela tirou isso...
Oprah: É apenas uma fase…
Madonna: Assim espero.

Oprah: No próximo bloco. O que aconteceu quando Madonna entrevistou o Marido Guy Ritchie? Vejam a gravação quando voltarmos. Voltaremos daqui a pouco, aguardem…

(comerciais)
(videotape)

MISSY ELLIOTT:
Sempre sonhei em trabalhar com a Madonna, porque sempre pensei que se tivesse qualquer tipo de conexão com qualquer artista, teria de ser com Madonna. O que ela faz em sua área, ela é desafiadora, ela não tem medo de assumer riscos, e isto é muito do que faço no lado do rap, hip-hop.

KYLE ANDREW
(Marketing da Gap): As duas tem brilho. Madonna está usando cerca de $20 milhões em jóias.

JOE ZEE
(Diretor de moda): Ela está usando uma corrente para carteira de $50.000.

PAUL HUNTER
(Diretor): Madonna olha pra mim e diz, ' Não serei ofuscada pela Missy.'

Ms. ELLIOTT:
Deus, trabalhar com Madonna no comercial da Gap foi incrível. Para mim ter uma chance de estar no mesmo palco, estar num comercial junto com Madonna é uma benção.

Homem não identificado #4:
Muito, muito obrigado. Isto é um presente.

Oprah: Whoa. Tivemos alguns depoimentos dos bastidores do comercial da GAP que foi estrelado pela Madonna e pela hip-hopper Missy Elliott. E você no final do comercial ainda conseguiu toda aquela abertura nas pernas (falando sobre a parte do 'i can do that)...
Madonna: Yep.

Oprah: ... No final do comercial.
Madonna: E eu usava plataformas altas...

Oprah: Yeah. Você está mais em forma do que qualquer outra mulher que já conheci em toda minha vida...
Madonna: Sério?

Oprah: Claro. Nunca vi nada parecido em mulheres de qualquer idade. Estava olhando suas fotos na W Magazine recentemente e fiquei impressionada com uma foto sua, em cima da uma mesa com a perna...
Madonna: ...Atrás da minha cabeça.

Oprah: E até agora não tinha visto, mas a Gayle, minha melhor amiga, trouxe para mim. Então isto é uma coisa engraçada. Ela, a Gayle, sabia que você viria no programa…
Madonna: Uh-oh.

Oprah: ... e na noite passada, Gayle trouxe esta foto para mim. E Ela disse: Esta é ‘a foto’ (de Madonna fazendo ioga na revista W): ‘ok, quero que você suba na mesa e vou quebrar sua perna e depois colocar parte dela atrás da sua cabeça, e vamos fazer a foto’. Quero dizer aquilo doeu?
Madonna: Loucura vai ser se você quebrar a perna, mas pra mim não dói...

Oprah: Isto não machuca?
Madonna: Não. Faço isso todas as manhãs.

Oprah: Todas?
Madonna: Yeah.

Oprah: OK.
Madonna: Bem, na verdade eu coloco também a outra perna por trás da minha cabeça ao mesmo tempo...

Oprah
: Sério?
Madonna: Yeah.

Oprah: OK. Tem uma foto que você está agachada (a capa da W). Aquela que a Madonna está agachada segurando naquela barra...
Madonna: Se chama Yoga.

Oprah: Yeah, Eu sei fazer aquilo que você faz nessa foto. Noite passada, a Gayle me disse: 'vamos tentar ver se conseguimos fazer igual'. Então pegamos a foto da Madonna agachada segurando no mastro e a Gayle falou 'acho que deve ser complicado'.
Madonna: Bom, é a pose mais fácil de todo o ensaio.

Oprah
: Sério?
Madonna: Yeah.

Oprah: Não dói os joelhos?
Madonna: Não.

Oprah: Então realmente eu deixei a Gayle na cozinha, entre dois bancos, tentando se abaixar e fiquei dizendo, que ela ainda tinha que se abaixar mais…
Madonna: Não, na verdade...

Oprah: Olha a foto, olha a foto
Madonna: É fácil se abaixar quando você está de salto alto.

Oprah
: É?
Madonna: Yeah.

Oprah: Por que?
Madonna: Porque seu calcanhar fica levantado, e os sapatos ajudam a levantar o calcanhar quando mais você se abaixa.

Oprah: OK. Então é por isso que você consegue se abaixar tanto.
Madonna: Olha o salto que estou usando na foto...

Oprah: Yeah.
Madonna: ...agora, é fácil pra mim fazer isso.

Oprah: Uh! Vai em frente
Madonna: OK. Oiiii (imitando a pose da foto).

Oprah: Isso foi ótimo!
Madonna: Vamos conduzir a entrevista assim, tudo bem…

Oprah
: Se chama Yoga. Nós fizemos uma aula de Yoga juntas uma vez. Gayle e eu saimos da aula e a Gayle disse: 'Não gostei disso'. E eu disse 'De qual parte você não gostou?'
GAYLE: Nunca mais faço isso de novo.

Oprah: O que você disse?
GAYLE: Porque nos contorcemos feito pretzel. Eu achei muito desconfortável. Nunca mais quero fazer isso de novo.

Oprah: Não, disse Gayle 'eu não gosto de ficar me esticando'
GAYLE: Mas foi legal.
Madonna: Então você não gostou de Yoga?

Oprah: Então você não gostou de fazer Yoga?
GAYLE: …é verdade!
Madonna: É estranho quando se olha por outro lado, mas é uma coisa muito boa para você

Oprah: É o que te faz parecer tão jovem.
Madonna: Acho que é parte. A outra parte é apenas minha atitude.

Oprah
: Yeah.
Madonna: Quero dizer, você vai...

Oprah: A maior parte das pessoas têm atitude, mas eles estão…
Madonna: Eles não estão...

Oprah: Você sabe...
Madonna: Eles não têm atitude o bastante.

Oprah: Sim, é atitude, mas também é muito…
Madonna: É lifestyle. Quero dizer, uma parte vem disso. E outra parte, você sabe, são bênçãos de Deus.

Oprah: Você come comida microbiotica...
Madonna: Macrobiotica. Fiz dieta macrobiotica por dois anos, mas eu agora não vivo sem comer uma fatia de cordeiro.

Oprah: OK.
Madonna: Cai fora do ‘vagão macro’, mas estou tentando entrar nele de novo.

Oprah: Voltaremos logo para ver o que acontece quanto Madonna e seu marido Guy Ritchie, entrevistam um ao outro. Voltaremos logo…
(comerciais)

Oprah: Estamos batendo um papo com a Madonna hoje. Madonna encontrou uma nova paixão que está aqui falando sobre isso conosco, hoje. Ela escreveu seu primeiro livro, chamado "As Rosas Inglesas". Eu li que você disse que escrever esse livro te proporcionou um sentimento liberador, que sua criatividade pela primeira vez não foi motivada por...
Madonna: Ganância.

Oprah: Certo. Ou ego.
Madonna: Yeah.

Oprah: Pela primeira vez na sua vida.
Madonna: Yeah.
Madonna: É verdade?
Madonna: Sim, totalmente. Na verdade foi a primeira vez na vida porque eu sabia que ia escrever essas histórias a não ia ganhar um centavo com elas.

Oprah
: É o primeiro livro de uma série de 5.
Madonna: Sim, e basicamente eu queria ensinar tudo que aprendi nos últimos 7 anos e transformar isso em histórias para crianças, que iriam inspirar as crianças e queria pegar todo o dinheiro que fizer com a venda dos livros e doar para instituições de caridade que cuidam das crianças. Para mim, foi um conceito incrível porque na minha carreira, ao longo de 20 anos, todo meu trabalho era baseado 'em quanto eu receberia, quanto iam me pagar e quanto tempo eu faria as coisas'. Não devemos ser tolos e mentirosos se falarmos que não pensamos nisso, o que vamos ganhar em troca das coisas. Passamos muitas horas de nosso dia fazendo apenas as coisas querendo algo em troca das coisas. O que ganho fazendo isso? Se fizer isso pra você, o que você vai fazer por mim? Então, pra mim isso funcionou de uma forma libertadora. Escrever esses livros foi meu presente. Estou dando essas histórias para as pessoas, e não sei o que aconteceu, porque é a última coisa no mundo que eu pretendia fazer, ou seja, escrever para crianças, me sinto inacreditavelmente iluminada, desde o primeiro minuto que comecei a escrever.

Oprah: Sério?
Madonna: Yeah.

Oprah: Agora você me parece, sabe, te entrevistei 5 anos atrás e você sabe, você parece que está…
Madonna: Eu era uma pessoa totalmente diferente.

Oprah: Você está muito diferente hoje...
Madonna: Yeah.

Oprah:...então você mudou.
Madonna: Yeah.

Oprah: Parece estar mais calma...
Madonna: Yeah.

Oprah: ...mais gentil...
Madonna: Sério?

Oprah: Yeah. Aconteceu realmente isso com você.
Madonna: Bom.

Oprah: Não estou de brincadeira.
Madonna: Que bom.

Oprah: Estive lendo um pouco de...
Madonna: Tenho trabalhado nisso.

Oprah: Estive lendo lendo um pouco, sobre e é fácil dizer essas coisas. É fácil aprender a linguagem da Cabala. Então quero te dizer que existe uma calma em você, você está mais calma do que a última vez que esteve aqui.
Madonna: Yeah.

Oprah: Sua energia… existe uma vibração suave vindo de você...
Madonna: Que bom.

Oprah: ...mais do que antes.
Madonna: Que bom.

Oprah: Que coisa legal.
Madonna: É muito legal.

Oprah: Sim, é uma coisa boa.
Madonna: Certo.

Oprah: Agora isso afeta sua criatividade? É o fato determinante para sua calma.
Madonna: Na verdade nunca me senti tão criativa em toda minha vida. Outra coisa que aprendi ao longo de 7 anos é que não sou a dona do meu talento, e se eu aprender a gerenciar melhor meu talento e aceitar que sou apenas um canal, e que na verdade tudo vem de Deus, que as coisas são bênçãos divinas, essas coisas continuarão ao meu redor.

Oprah: É como nascer de novo, mas não no sentido religioso.
Madonna: Por favor, não no sentido religioso.

Oprah: Você entende o que quero dizer.
Madonna: Sim.

Oprah: Assim você se abriu para algo além do mundo materialista.
Madonna: Sim, para o milagre da vida...

Oprah: Yeah.
Madonna: ...sim.

Oprah: É a mais pura verdade. Andei lendo por ai que sua filha freqüenta aulas de espiritualidade.
Madonna: Yep.

Oprah: Eu já pensei em ser mãe, mas não penso mais nesse assunto. A razão que mais me fazia pensar nesse assunto era o fato de poder trazer uma criança ao mundo, dever ser maravilhoso vê-la crescer e ensinar a capacidade que nós temos dentro de nós. Ensinar a grandiosidade do caminho espiritual. Parece que sua filha frequenta aulas de espiritualidade e ensinam tudo isso pra ela.
Madonna: Ela freqüenta uma escola de espiritualidade para crianças, e todo dinheiro que eu arrecadar com a venda dos livros será revertido para a fundação de espiritualidade para crianças. Em um dos programas, eles têm aulas após a escola e cursos nos finais de semana para crianças de 6 a 12 anos. Eles aprendem o sentido da vida e peço a Deus que eu tenha aprendido...

Oprah: Yeah.
Madonna:...muitas das coisas que minha filha aprende

Oprah: Eles falam sobre 'doar e compartilhar?
Madonna: Certo, dar e compartilhar, eles ensinam sobre as leis de causa e efeito, para todas nossas ações.

Oprah: Yeah.
Madonna: ...existe uma reação.

Oprah: Acho isso fabuloso.
Madonna: Digo, percebe como isso é incrível?

Oprah: Acho ótimo
Madonna: Você não queria que alguém tivesse te ensinado isso quando você tinha 6 anos?

Oprah: Yeah. Ter essas aulas com seis anos?
Madonna: Vou te dar um bom exemplo sobre isso. Conversamos sobre o fato de existirem duas forças atuando sobre nós. O lado bom, o lado da Luz, o lado que doa, se preocupa; e existe um lado negro, o lado negativo o nosso adversário

Oprah: Yeah.
Madonna: Vamos chamá-lo de 'oponente'. Trabalhamos para ajudar o lado bom, e o lado bom luta contra o lado ruim.

Oprah: Yeah.
Madonna: Quando falamos ou fazemos coisas negativas, quem está no comando é nosso oponente. Então minha filha voltou da escola pra casa e isso acontece nos finais de semana. Neste dia eu estava com um péssimo humor e andava pela cozinha. Ela me pediu para fazer algo pra ela, então eu falei com ela de uma maneira agressiva, que é uma coisa errada para eu fazer com ela, eu disse algo do gênero: 'Você não percebe que estou ocupada agora?', então ela me olhou e disse 'Mamãe, não use este tom de voz comigo' ai eu disse 'o que?' e ela completou 'esta não é você de verdade, é o seu oponente'. E de fato era…

Oprah: Que bonitinho.
Madonna: Eu estava alterada e parei para pensar...

Oprah: Isso é ótimo.
Madonna: 'Ok é por isso que a mandei para a escola'.

Oprah: Com 6 anos ela está aprendendo a lição numero 1 da Cabala, que é ter consciência sobre seus atos.
Madonna: Yeah, yeah.

Oprah: Realmente, isso é muito, muito bom
Madonna: Yeah.

Oprah: Deixa te perguntar uma coisa… Como anda seu casamento?
Madonna: Incrível.

Oprah: É incrível.
Madonna: Graças a Deus, sim.

Oprah: Incrível.
Madonna: Incrível.

Oprah: Você acha que ele vai continuar desse jeito?
Madonna: Eu tinha um livro de contos de fadas, uma história de contos de fadas. A idéia dos contos de fada de como um casamento deveria ser, e acabei descobrindo que não era nada daquilo. Acabei descobrindo que é muito mais difícil. Mais difícil, porém melhor.


Oprah: Quanto mais difícil o que?
Madonna: Acho que a aprendi pela primeira vez na vida a amar alguém incondicionalmente

Oprah: Hmm.
Madonna: É difícil conseguir isso, mas é a melhor coisa que se pode ter na vida.

Oprah: Yeah, então não é somente você, ele também tem que fazer algo… é uma parceira espiritual.
Madonna: Totalmente… Olhamos sempre na mesma direção.

Oprah: Yeah, yeah, yeah.
Madonna: Yeah.

Oprah: Meu amigo Gary Zukav uma vez me disse que a parceria espiritual é uma parceria entre iguais
Madonna: Yeah.

Oprah: ...para o propósito do crescimento espiritual.
Madonna: Sim.

Oprah: E se você sabe disso...
Madonna: Yeah.

Oprah: Aquilo tudo que vem em um relacionamento...
Madonna: Yeah.

Oprah: Por que você sabe, tudo gira em torno do seu crescimento e do crescimento dele. Ai as coisas ficam melhor do que se pensa...
Madonna: Yeah, é ótimo.

Oprah: Posso imaginar como é. Ano passado Guy Ritchie dirigiu sua esposa, Madonna, no remake do filme "Swept Away," enquanto promoviam o filme, eles fizeram um especial para a VH1, onde entrevistavam um ao outro. Parem e vejam isso:
(Trechos do videotape)
Madonna: Por que você me escolheu para estrelar seu filme e não a Julia Roberts?

Mr. GUY RITCHIE: Na verdade eu a convidei sim.

Madonna: e?
Mr. Ritchie: Ela negou.

Madonna
: Então sou a segunda da sua lista?
Mr. Ritchie: Não.

Madonna
: Oh.
Mr. Ritchie: Bom, você está disponível, é baratinha e é minha esposa.

Madonna
: E você pode economizar porque dividimos o mesmo quarto no hotel
Mr. Ritchie: Sim.

Madonna
: Certo, faz sentido... e como está sendo trabalhar comigo?
(do set do filme) Eu preciso de um copo de suco para poder trabalhar.
Mr. Ritchie: Você é uma profissional de verdade

Madonna
: (do set do filme) Eu estou terminando essa porra de filme.
Mr. Ritchie: Não, você sente prazer em trabalhar comigo, Dona Ritchie. Eu trabalharia com você com nossos corações batendo juntos novamente.

Madonna
: Serio? Você ficou com ciúmes de ver o Adriano em cima de mim e beijando meu pescoço?
Mr. Ritchie: (do set do filme) ... (inteligível)

Madonna: (do set do filme) Guy, você escreveu isso...
Mr. Ritchie: Por que está falando isso?

Madonna
: Porque quero saber a resposta.
Mr. Ritchie: Você gosta de me ver com ciúmes?

Madonna
: Yeah.
Mr. Ritchie: Ah.

Madonna
: Só um pouquinho
Mr. Ritchie: Yeah, eu estava com um pouco de ciúmes. Como foi beijar ele?

Madonna
: Meus lábios se esfregaram contra os dele algumas vezes. Não tentei fazer isso, apenas acontecia
Mr. Ritchie: Serio?

Madonna
: Mm-hmm, durante a nossa luta.
Mr. Ritchie: Não sabia disso… você quer que eu...

Madonna
: Reaja?
Mr. Ritchie: Reaja?

Madonna
: Se você quiser.
Mr. Ritchie: (do set do filme ) Certo! Tirem ela daqui
(fim do trecho)

Oprah: No próximo bloco, Britney Spears fala de quando conheceu Madonna. Voltaremos da daqui a pouco.
Madonna: Ahh!

(intervalo)

(Seleções de videotapes)

CHRIS ROCK:
Ela é a pessoa mais esperta que conheço. E quando você fala com Madonna, é esquisito porque ela pode ter 25 anos ou ela pode ter 500 anos, como se tivesse este tipo de conhecimento.

CARMEN ELECTRA:
Ela é um gênio. Ela está sempre mudando, e todo mundo a amou em diferentes períodos de sua vida, isso é realmente demais.

Homem não identificado #5: (de "Queer Eye for the Straight Guy) O grande barato com relação a Madonna é que ela faz moda do seu próprio jeito...

Homem não identificado #6:
Yeah.

Homem não identificado #5: ... que é como fazemos, sendo gay, da nossa própria maneira.

Homem não identificado:
(Cantando) 'Like a virgin--ooh--touched for the very first time...'

JUSTIN TIMBERLAKE: Você procura por Ícone no dicionário e lá está uma foto da Madonna.

MYA: Ela é muito aplicada, muito expressiva, ela é muito desafiadora, e pensa que esta é a beleza de ser uma artista. Ela não volta atrás.

Mr. ROCK: Eu não estou cantando. Você não vai me pegar hoje. (Cantando) 'Get into the groove, oh, you got to prove your love to me.'

. KIM CATTRAL: Ela está sempre se reinventando de uma forma tão espantosa, como mulher e como artista e ela sempre canta de seu coração e de sua experiência de vida, e ter este tipo de longevidade em qualquer negócio, especialmente no show business, é incrível. Tiro meu chapéu para ela.

(Fim do videotape)

Madonna: Obrigada.

Oprah: Backstage do MTV video music awards deste ano onde, como todos sabemos, Madonna causou um certo alvoroço.Quais jovens artistas você gosta de assistir a uma performance?
Madonna: Eminem.

Oprah: Eminem?
Madonna: Yep, ele é ótimo. Missy.

Oprah: Missy.
Madonna: Hmm. Acho que Justin Timberlake é um grande artista. Britney.

Oprah: Britney. Yeah.
Madonna: Duh.

Oprah: No dia anterior, antes de tomarem o palco da MTV, Britney Spears sentou diante de nossas câmeras para falar de você. Vamos dar uma olhada.
Madonna: Você andou circulando por aí.

Oprah: Yeah, tentamos um pouquinho, só um pouquinho.

(Seleções de videotapes)

Minhas primeiras memórias de Madonna eu acho que provavelmente foram de quando ela fez "Like a Virgin." Oh meu Deus, honestamente, eu lembro que assistia seus vídeos e depois dizia 'Eu quero fazer isto um dia.' A primeira vez que a conheci pessoalmente, eu fui a um de seus shows. Acho que foi na Drowned World Tour. Eu estava extremamente nervosa. Será que ela sabe mesmo quem sou eu? Como se eu não fosse tão popular. Você sabe, simplesmente enlouquecendo. Mas ela foi muito doce. Muito, muito legal. Ela estava no backstage tocando a guitarra e ela estava com a Lola.
Nós trabalhamos juntas. Um dia eu vim para ensaiar e eu estava muito cansada. E ela disse, 'Eu sinto sua energia. Você está meio pra baixo. Não deixe este tipo de coisa te pegar.' Ela me deu este conselho, para simplesmente ser verdadeira comigo mesma, tirar um tempo para você e para sua alma. Acho que ela é uma mulher que teve várias situações. Ela fez o que achava certo. Ela é incrivelmente bela até na forma como toma conta de si própria e longe do trabalho, o fato de ela ser capaz de criar uma grande família, de realmente compor uma família e uma ligação sólida, acho que isso é tão importante. Ela é uma artista de verdade. Penso que ela é o ícone do pop. Ela é como uma pioneira de todas as mulheres.

(Fim do videotape)

Oprah: Obrigada.
Madonna: Wow! Estou tão lisonjeada.

Oprah: Já estaremos de volta.

(Anúncios)

Oprah: Expectadores de todas as partes do mundo enviaram e-mails para nós quando ouviram que Madonna viria nos visitar, mas teve uma carta da qual achamos que Madonna gostaria de ouvir por si própria. De uma olhada.
(Seleções de videotape) Querida Oprah, minha melhor amiga desde o jardim de infância, Kerri, foi diagnosticada com um tipo muito raro de câncer no fígado logo após seu 17º aniversário. Quatro dolorosos meses depois, Kerri se foi. Mas antes dela morrer, Madonna colocou o sorriso de volta em seu rosto. Kerri havia sido uma grande fã de Madonna desde de que era muito pequena. Um dia inesperadamente, Kerri recebeu um telefonema de Madonna. Aquele dia foi o primeiro desde que ela havia ficado doente que ouvi felicidade verdadeira em sua voz. E os telefonemas não pararam por aí. Todos os dias depois disso, Madonna ligaria para Kerri. Kerri e Madonna criaram uma verdadeira amizade. Elas conversavam sobre tudo de música a vida após a morte. Madonna era o anjo de Kerri. Já que Kerri não está conosco hoje, eu gostaria que Madonna soubesse o quanto de efeito positivo ela teve na vida de Kerri. Ela é o motivo pelo qual Kerri se lenvatou cada manhã. Ela também é a razão pela qual tenho conseguido lidar com a perda de Kerri, e por isso Madonna também é meu anjo. Ela salvou a ambas. Crystal.

(Fim do videotape)

Oprah: Isto é trazer a luz. Isto é trazer a luz, da qual você estava falando. Isto é trazer a luz.
Então existem três pessoas hoje que nunca pensaram que teriam a chance de te agradecer pessoalmente. Conheça Crystal, a mãe de Kerri, Gail e a irmã de Kerri, Lisa.
E que você queria dizer?
CRYSTAL: Queria dizer que você é a pessoa mais incrível de todo sempre, e eu te amo demais pelo que você fez por ela.

Oprah: Já estaremos de volta.
(Anúncios)

Oprah: O novo livro de Madonna; Adquira e leia para seu filho. Leia para seu filho que não pode ler. Chama-se "As Rosas Inglesas". Foi belamente produzido. Madonna e Gap oferecem junto uma bolsa de brinde para todos levarem pra casa.
Agradecimentos especiais a MTV. Obrigada a todos por compartilharem todas suas gravações de Madonna ao longo dos anos.
18 de setembro de 2003