Madonna é capa da edição de novembro da revista inglesa Attitude e fala MUITAS CURIOSIDADES sobre diversos assuntos. Pode ser considerada uma das melhores entrevistas de Madonna, já que o entrevistador tinha um bom conteúdo nas mãos e perguntou tudo o que os fãs queriam saber!

Estamos preparando a tradução completa porém vejam os principais pontos:
  • Como surgiu COAD: Madonna revelou que esteve enfurnada em estúdio durante os últimos dois anos escrevendo para dois musicais. O primeiro seria Hello Suckers!, que ao contrário do que se pensava, trata-se uma peça de teatro, e um outro filme em parceria com Luc Besson. Apesar do trabalho exaustivo e da colaboração de diversos produtores, ela não se contentou com o resultado final e adiou todos os projetos indefinidamente. Madonna então resolveu sair em turnê e fazer o documentário.

    Durante os dias livres, começou a escrever algum material e fazer experimentos com Mirwais, porém não sabia ainda se tudo resultaria em um CD. Decidiu-se então por um novo álbum, e fascinada com o trabalho e rapidez de Stuart Price durante a re-INVENTION Tour decidiu dar-lhe o papel de produtor do álbum que viria a ser Confessions On a Dancefloor. Ela disse ter dispensado os serviços de Mirwais pois ele é muito cerebral e demora anos produzindo uma faixa,
    enquanto Stuart é extremamente rapido.

  • A decisão: Madonna confirma que nem todas as músicas do CD são dance, três faixas são uptempo mas não chegam a ser definidas como dance. Ela escreveu Sorry, Hung Up e Future Lovers além de diversas outras cancões mais lentas, porém decidiu por um álbum dance por estar "sem saco para baladas".

  • Hung Up: Madonna revela que escreveu a letra em 12 minutos e que se decidiu pelo sample do Abba após ouvir muito material do grupo e algum material de outros grupos na tentativa de produzir a "melhor música pop de todos os tempos". Revela também que teve que mandar um assistente para a Suécia com uma carta implorando pelo uso do sample de "Gimme Gimme Gimme".

  • I Love NY: A canção foi feita durante os intervalos da RIT, Madonna escreveu a música por tudo o que a cidade representa em sua vida. "Se você vence em Nova York, você vence em qualquer lugar", disse.

  • Sorry: Trata-se da "Canção definitiva de repúdio a um ex-namorado".

  • Let It Will Be: A grande mensagem por trás da música é que "existem coisas mais importantes na vida do que fama e fortuna". Madonna reconhece que não está reclamando e que se divertiu bastante durante seus anos de fama e que hoje não se arrepende pois aprendeu com os erros do passado.

  • Jump: Express Yourself encontra Keep It Together, vai inspirar os garotos gays do interior a fazerem as malas e se mudarem pra cidade grande!

  • Ícone Gay: Madonna diz venerar o 'título' e reconhece que os gays se identificam com Madonna e ela se identifica com os gays. Madonna diz que essa 'conexão' começou com seu professor de ballet Christopher Flynn que foi a primeira pessoa a fazê-la se sentir especial, acreditar em si mesma, correr atrás de seus sonhos e não se sentir tão desconfortável em sua própria pele. Sobre ter um irmão gay, revela que nunca conversaram sobre isso, que ela sempre soube pois conseguia ver a mesma energia de Christopher Flynn em seu irmão que também se chama Christopher.

  • AIDS: Confirma que viu inúmeros amigos morrendo em sua frente com HIV e que essa experiência que aconteceu durante seus primeiros anos em NY a fez mudar sua percepção da vida para sempre. Madonna revela que todos seus melhores amigos morreram de AIDS.

  • E se Lola e Rocco fossem gays? Madonna diz que não se importa com quem os filhos farão sexo desde que respeitem e tenham compaixão com o semelhante, tenham cuidado com suas palavras e procurem ser boas pessoas e tentem fazer do mundo um lugar melhor para se viver.

  • A Kabbalah é homofóbica? Definitivamente NÃO. "50% dos homens de TODOS os centros de Kabbalah que freqüento são gays e ninguém pergunta com quem estão fazendo sexo" disse Madonna. Não tem a ver com quem você transa e sim em você querer tornar o mundo um lugar melhor. Compartilhar as coisas. A única restrição da Kabbalah com relação ao sexo é fazer sexo por sexo, ou seja, aquela coisa que te faz sentir um lixo depois de ter gozado e isso não têm nada a ver com homossexualidade.

  • Documentário: Madonna falou de todo o processo doloroso de fazer o documentário, que Michael Moore se ofereceu para dirigir, etc etc etc (Enfim se quiserem saber mais sobre isso procurem nos nossos arquivos. )

  • American Life cancelado: A proposta foi incompreendida e o que seria uma grande reflexão sobre a sociedade atual virou um protesto anti-guerra. O clipe foi cancelado não por causa de nehuma razão politica ou da gravadora e sim por que Madonna temia represálias contra Lourdes e Rocco e de alguém tentar prejudicá-los.

  • Evita de novo? Madonna disse não saber da existência do projeto e ao contário do que noticiou a imprensa, não esta interessada.

  • Like a Prayer Remasters: "Não sei nada sobre isso também"

  • Demos não lancadas: Revenge, No Substitute For Love, etc: Madonna ficou surpresa pelo entrevistador TAMBÉM ter baixado as músicas na internet. Ela disse ter toneladas de material não aproveitado e que essas canções não estavam prontas. Sobre LIQUID LOVE a música existe sim e foi concebida para ter entrado no álbum, porém rejeitada por Madonna ter considerado a faixa NÃO BOA O BASTANTE.

  • BLOND AMBITION DVD E RE-INVENTION TOUR DVD: Madonna reconhece que está dando furo com os fans e que estes DVDs serão lançados em breve. O DVD da Blond vai sair em algum momento do ano que vem, já o da RIT está definitivamente nos planos mas a gente vai ter que esperar pois, por contrato, ela só pode lançá-lo depois de um certo período de tempo que o documentário tiver sido exibido!!!!!! (ou seja, teremos que aguardar mais. UÓ!!)

  • The Whore Of Babylon? "Não é verdade, a minha última tour jamais teve esse nome, mas eu gosto pois é um tanto quanto sugestivo" disse.

  • O que acontecerá com 'Hello Sucker'? Não faço idéia. Trabalhei com um monte de gente, inclusive Pat Leonard, Mirwais, etc... porém eu queria um filme, mas depois resolvi que seria uma ótima peça para o West End Londrino. É um dos projetos de minha carreira que ainda não estou muito certa. Pode acontecer. Gosto da idéia central. Sobre a suposta faixa 'The Devil Wouldnt Recognize You", Madonna afirma que existe sim e trata-se de uma ótima música, com um "quê" de blues.

  • Queens English: "Escrevi com Junior Vasquez e dois dançarinos da Blond Ambition. Nunca quis a música em um dos meus discos, era só diversão", revela Madonna.

  • Ups For Grabs: Madonna gostou da experiência mas prefere a parte dos ensaios. "E o mesmo problema sempre. Eu gosto no começo, mas fico de saco cheio depois de 1 mês fazendo a mesma coisa. Quero sair fora e perguntar 'hey não tem nada de diferente para eu fazer'. Foi isso que me motivou a arquivar 'Hello Sucker'. Já imaginou eu no palco cantando em 8 shows por semana? Seria uma barra"

  • Live 8: Madonna revela que aquele era seu período de ferias, que tinha acabado de editar o doc e finalizado o COAD. Não tinha banda nem tempo pra ensaiar, mas adorou a experiência.

  • Acidente: Madonna ainda está sendo medicada e no dia da entrevista tinha tirado a tipóia dois dias antes e seu braço ainda tremia um pouco. Sobre dançar no clipe de Hung Up, Madonna avisa: "preste atenção! farei movimentos novos"

  • Aposentadoria: Não penso em parar Vou continuar fazendo minhas coisas. Quem sabe o que o futuro me reserva?