TEEN VOGUE
Madonna fala sobre a linha MATERIAL GIRL

Tradução: Rafael Augusto

Em plena divulgação para a grife "Material Girl" que Madonna está lançando em parceria com a filha Lourdes Maria, ela concedeu uma entrevista exclusiva a revista TEEN VOGUE dessa semana.

Num bate-papo bastante descontraído, revela que Lola é quem fez 90% das criações, de que ambas roubam o armário da outra, fala sobre as briguinhas comuns entre mãe e filha e outras curiosidades.



Você é um icone da moda permanente. Porque esperou até agora para lançar uma linha fashion?
MADONNA: Acho que eu precisava ter uma filha adolescente para me dar um chute na bunda e dizer "Vamos fazer, mãe!!". Há muita competição fora e eu trabalho com tantos talentosos designers. Eu realmente nunca senti que tivesse uma aptidão ou opinião para isso até minha filha tornar-se uma adolescente e aí ficou muito claro ver por qual direção tínhamos que ir. É a direção da Lola!

Como você descreve seu estilo e como a Lola foi influenciada por ele?
O estilo dela é definitivamente moderno, "prafrentex". Ela tem muito mais senso de humor para a maneira de se vestir. Ela não se leva tão a sério. Ela não faz esforço algum para se vestir. É algo que admiro e acho que eu poderia ser um pouco assim também. Ela tem apenas treze anos e tudo cai muito bem nela. Ela me lembra que vestir-se é algo divertido. Nesses anos todos isso tem sido parte do meu trabalho e muitas vezes esqueço de me divertir com as peças que uso. Ela me relembra o quão divertido é.

Você dá total liberdade para Lola vestir o que quiser?
Não, lógico que não!!!

Quais as regras básicas?
Às vezes ela veste algo e eu penso "Nossa, ficou maravilhoso!" e depois reflito "Meu Deus, essa é minha filha de treze anos!" Mas nós temos algumas regras. Ela pode maquiar-se para ir a festas ou a alguma ocasião especial. E claro, há sempre uma discussão sobre o cumprimento da saia e o que deve mostrar ou não. Sempre digo a ela "você quer que as pessoas falem dos seus seios ou de você?"

Ela tem autorização para invadir seu guarda-roupa?
Ela rouba coisas o tempo todo, tendo permissão ou não! Sempre dou falta de algo...

O que ela pensa sobre o seu estilo hoje e algum de seus icônicos estilos do passado?
Ela ama tudo o que eu vestia nos Anos 80. Ela gosta de pegar coisas daquela época e fazer suas produções. Seu objetivo hoje é pegar coisas que eu usei e trazer pro século 21, mas com um toque dela. Ela também é bastante influenciada pela dança. Ela é uma dançarina e foi bastante influenciada pelo que as crianças vestiam nas aulas, principalmente as sobreposições. Ela sai com uma meia-calça e quando volta está toda rasgada. Digo "Mas o que aconteceu?" e ela "Fiz de propósito, mãe." Apenas digo um "Tá bom"...

Como sua mãe...
Exatamente.

Você alguma vez já pegou algo do armário dela?
Ah sim! Pego vários sapatos. Usamos o mesmo número… quando estou cansada de usar esses tipos (mostra uma plataforma da Christian Dior), pego os dela. Ela tem umas botas ótimas e roubei seu tênis Converse.

Me conte mais dessa coleção. Como é essa colaboração?
Posso dizer que é 90% da Lola. Não poderia dizer que é uma colaboração pois ela fez muito mais do que eu. Olhando assim, não fiz nada! Respeito muito seu estilo e gosto. É uma linha para jovens e isso que ela é. Dividimos algumas coisas em comum mas há coisas que ela veste que eu jamais poderia usar. Como leggings e camisetas. Isso não é algo meu, mas sim da Lola.

Porque decidiu intitular a linha de Material Girl e não de Madonna?
Acho que seria chato ter meu nome. E antes de tudo, é o meu nome e não acho que Lola se interessaria em trabalhar nela. Material Girl não é necessariamente sobre mim. As pessoas conectam esse nome comigo mas é na verdade sobre diversos tipos de garotas e há muitas conotações. Então acho que Lola pode se sentir parte disso.

Como você descreveria a consumidora dessa coleção?
Ela não tem medo de mudanças. É aventureira, tem senso de humor, espirituosa, inteligente, interessada no que está acontecendo no mundo, lê livros, gosta de música, ama dançar e é como se ela tocasse em seu lado masculino e em seu lado feminino.

E como é trabalhar com sua filha? Há confrontos?
De vez em quando. Mas tenho que dizer que quando é pra tratar de estilo e coisas fashion, é onde há menos discussão. Pedir pra praticar piano, dar banho nos menores, limpar seu quarto, etc... são coisas que realmente brigamos.

Você tem uma peça preferida na coleção?
Eu gosto muito das peças que tem renda. Sou fascinada por uma blusa de renda com zíper. Vou roubá-la depois dessa entrevista. E adoro também todas as bijuterias...as pulseiras e correntes.

Quão importante é ter os preços acessíveis?
Extramamente importante. Lola queria criar uma linha em que ela e outras garotas da mesma idade pudessem pagar. Ela não estava interessada em fazer algo tão exclusivo em que apenas cinquenta garotas pudessem vestir.

Lola tem alguma mesada para roupas?
Não, nenhuma. Se ela quer ir ao shopping eu digo "Ok, então você tem que fazer X, Y e Z". Tem que fazer por merecer. Se ela foi muito bem na escola e teve boas notas nas matérias, o ganho é de basicamente 50 dólares para ir enlouquecer nas lojas American Apparel ou TopShop.

Vocês fazem compras juntas?
Ela não gosta que eu vá com ela...

Vocês farão uma campanha juntas?
Eu não. Ela provavelmente fará mas só depois que completar os estudos e tiver boas notas. Estou usando esse poder...

Ela irá seguir seus passos em outras áreas, como música ou filme?
Ela está se formando em drama. É a área que ela tem interesse. Ela também gosta muito de dança. Não pensa em ser cantora não. Já deixou claro. Acho legal. Eu respeito.

Como você se sente com ela entrando na indústria do entretenimento?
Estou tranqüila pois ela leva tudo seriamente e é dedicada. Eu sempre digo "Se você quer ser boa em algo deve se dedicar ao que quer." Ela pode conseguir algumas coisas devido a sua ligação comigo, mas ela de verdade não quer isso. Ela deixa isso muito claro.