vitória

Madonna ganhou!

Quando Madonna se apresentou em agosto na cidade de São Petersburgo, na Rússia, falou sobre os direitos gays, a liberdade de expressão de cada cidadão, e teve uma bandeira do movimento LGBT no palco, além de uma pulseira rosa distribuída à plateia para simbolizar a união de todos na causa. Só que lá na cidade há uma lei absurda que proíbe qualquer propaganda ou menção homossexual e incitação a pedofilia (!) sob pena de multa.

Como Madonna “falou” sobre gays no palco, um grupo de moradores da região resolveu entrar com um processo e exigiam uma indenização de 333 milhões de rublos, aproximadamente US$ 11 milhões, alegando “danos morais”. Os advogados dos autores da ação indenizatória pediram ao tribunal para também incluir como réus os organizadores do show, por entender que eles estavam cientes de que Madonna iria agir contra a legislação russa.

Mas hoje, depois de seis horas, a justiça russa rejeitou o processo apresentado contra Madonna. Além disso, o tribunal de São Petersburgo também defendeu que as organizações sociais litigantes paguem as despesas judiciais dos advogados da empresa que representaram à cantora e organizaram os shows.

Os advogados do grupo protestante disseram que “Madonna planejou o ato e que suas palavras visam a formação de uma visão distorcida das relações pessoais e prejudica a imagem dos cidadãos.” Também diziam que a “propaganda gay” da Madonna, levaria a uma deterioração da crise demográfica da Rússia e a incapacidade do homem. Além disso, a promoção do homossexualismo levaria a um aumento das taxas de divórcio do país.

Mas as palavras não serviram de nada para o juiz Vitaly Barkovsky, que argumentou: “Quantas famílias se separaram por saber que alguém seja gay? E quantos devido ao alcoolismo? E quantos processos você já apresentou para as empresas que fabricam álcool?”, atacou.

O juiz também argumentou que na entrada para o show havia uma clara advertência de que a exibição era restrita aos maiores de 18 anos.

Com essas sábias palavras, vamos relembrar também o discurso proferido por Madonna durante show na cidade:

“Estou aqui para dizer à comunidade gay e aos gays presentes aqui e ao redor do mundo que temos os mesmos direitos. Os mesmos direitos em sermos tratados com dignidade, com respeito, com tolerância, com compaixão e com amor.

Devemos lutar pelos direitos em sermos livres! Para ser quem somos! Tenho viajado pelo mundo e percebo que as pessoas estão cada vez mais com medo de quem é diferente, estão mais intolerantes. Mas nós podemos mudar isso, nós temos o poder! Somos todos diferentes, mas temos uma força enorme. E não precisamos fazer isso com violência e sim com amor. Martin Luther King morreu falando sobre esses princípios, devemos lutar com amor e dignidade. Aqui e em qualquer lugar do mundo, devemos ter os mesmos direitos, com respeito, com compaixão e amor. Concordam comigo? Se sim, ergam seus braços e exibam a pulseira para apoiar a comunidade gay.”

“Jesus diz isso, Mohammed diz isso, Moses diz isso, está em qualquer livro sagrado, outras religiões dizem isso: “Ame o próximo como a ti mesmo”. Você não pode usar a religião para tratar mal as outras pessoas. Você não pode usar o nome de Deus para tratar mal as outras pessoas. Nós todos merecemos amor”. Vamos viver sem medo!
Amém!



Postado por | 22.11.12

mais um

Demorou algumas semanas, mas foi confirmado que depois das ameaças do governo russo, o processo vai mesmo acontecer. Tudo por Madonna ter falado sobre os direitos gays no show que fez em São Petersburgo no mês passado. É que lá na cidade há uma absurda lei que proíbe qualquer propaganda ou menção homossexual e incitação a pedofilia (!) sob pena de multa.

Meses antes, Madonna já havia declarado que faria um protesto sobre essa lei durante o show e, além de falar sobre a perda da liberdade de expressão que ocorre no país (que inclui o caso do grupo Pussy Riot), foi distribuída uma pulseira rosa ao público além de uma bandeira gay estampada no palco.

Segundo o deputado da Assembleia Legislativa, Vladimir Milonov, Madonna violou a lei e o julgamento foi marcado para o dia 11 de outubro.

O processo é movido por um grupo de moradores daquela cidade que exige uma indenização de 333 milhões de rublos, aproximadamente US$ 11 milhões, a título de danos morais. Os advogados dos autores da ação indenizatória pediram ao tribunal para também incluir como réus os organizadores do show, por entender que eles estavam cientes de que ela iria agir contra a legislação russa.

Abaixo, o discurso que Madonna fez durante o show e que a fez levar o processo (!):

“Estou aqui para dizer à comunidade gay e aos gays presentes aqui e ao redor do mundo que temos os mesmos direitos. Os mesmos direitos em sermos tratados com dignidade, com respeito, com tolerância, com compaixão e com amor.

Devemos lutar pelos direitos em sermos livres! Para ser quem somos! Tenho viajado pelo mundo e percebo que as pessoas estão cada vez mais com medo de quem é diferente, estão mais intolerantes. Mas nós podemos mudar isso, nós temos o poder! Somos todos diferentes, mas temos uma força enorme. E não precisamos fazer isso com violência e sim com amor. Martin Luther King morreu falando sobre esses princípios, devemos lutar com amor e dignidade. Aqui e em qualquer lugar do mundo, devemos ter os mesmos direitos, com respeito, com compaixão e amor. Concordam comigo? Se sim, ergam seus braços e exibam a pulseira para apoiar a comunidade gay.”

“Jesus diz isso, Mohammed diz isso, Moses diz isso, está em qualquer livro sagrado, outras religiões dizem isso: “Ame o próximo como a ti mesmo”. Você não pode usar a religião para tratar mal as outras pessoas. Você não pode usar o nome de Deus para tratar mal as outras pessoas. Nós todos merecemos amor”. Vamos viver sem medo!
Amém!



Postado por | 19.09.12

explicando a obra

Depois de quase três meses apresentando seu novo show na Europa e Oriente Médio, chegou a vez da Madonna levar a MDNA Tour ao seu país de origem. É hoje a estreia do show nos Estados Unidos, na Filadélfia, e uma preocupação já aflige alguns membros da equipe e imprensa: como os americanos irão reagir com os atos violentos que fazem parte do show? Madonna e armas… como irão encarar essa associação?

Tudo isso veio à tona devido aos constantes ataques violentos que vem acontecendo no país nos últimos meses, além dos ataques nos anos anteriores. O assunto nunca esteve tão em alta por lá (o último ataque aconteceu semana passada no Empire State Building, em que 2 pessoas morreram e mais de 10 ficaram feridas). A venda legal de armas de fogo no território americano é o grande tabu e Madonna surge no palco logo no primeiro bloco do show com uma metralhadora.

Já se preparando para as críticas que irão se concentrar apenas nessa parte do show, Madonna resolveu se antecipar e divulgou um manifesto em que explica o motivo de usar armas no palco e pede que não julguem nada fora do contexto. Tudo ali foi formatado de uma maneira única, contando uma história do início ao fim do espetáculo e ao analisar o conjunto da obra, entenderão a mensagem.

Acompanhe seu texto:

Meu show é uma viagem
Uma viagem de uma alma das trevas até a luz
É uma peça cinematográfica e musical
Um espetáculo e algumas vezes uma performance de arte intimista

Mas sobretudo, é uma viagem
Da escuridão para a luz
Da ira ao amor
Do caos à ordem

É verdade que há muita violência no início do show e às vezes são utilizadas armas de mentira, mas são apenas metáforas.
Eu não tolero violência ou uso de armas.
Ao contrário, esses elementos são símbolos para querer parecer forte e encontrar uma maneira de parar os sentimentos que eu acho ofensivo ou prejudicial.
No meu caso, é uma vontade em parar com as mentiras e hipocrisias da igreja, da intolerância de tantas nações que conheci através da minha vida e, em alguns casos, da dor que eu já senti por ter meu coração partido.

Observando através dessa jornada de minha história, o público pode ver claramente o que eu vejo – o inimigo mora dentro de cada um e a única maneira de sobreviver às decepções, desaprovações, julgamentos, inveja, ciúmes, ódio, corações partidos, é com amor e não com revanche, não com armas e não com violência.

Apesar de todo o caos, ignorância e intolerância que vemos cada vez mais e mais no mundo, não podemos deixar que nossa raiva ou amargura nos engula.
Passamos a entender que há um amor inato e puro dentro de todos nós e temos que encontrar uma maneira de aproveitá-lo.

E não podemos fazer isso sendo vítimas, colocando a culpa em alguém ou apontando nossos dedos ao próximo.
Mas entendendo que o inimigo existe dentro de nós, passamos a entrar num acordo para tentar mudar nós mesmos e com isso podemos mudar o mundo sem ferir ninguém, e inspiramos os outros a fazerem o mesmo.

Quando você assiste a um filme, há mocinhos e bandidos que ajudam a ilustrar a história e às vezes faço esses dois papéis.
Eu gosto de atuar fora desse enredo.
Pois nenhum de nós é perfeito e temos nosso próprio caminho de crescimento para seguir em frente.

Eu sei que as pessoas podem se relacionar com isso.
Mas é muito importante para mim, como artista, que meu show não seja tirado do contexto.

Ele deve ser assistido com os corações abertos, de seu início ao fim. E tenho certeza que se for visto dessa forma, as pessoas irão seguir em frente sentindo-se inspirados, revigorados e irão querer fazer do mundo um lugar melhor para viver.

E isso, claro, sempre foi a minha intenção.
MADONNA



Postado por | 28.08.12

indignada

Depois de Madonna já ter dado seu apoio à banda Pussy Riot no show em Moscou, e vestido o capuz característico da banda, agora foi a vez de expressar novamente seu repúdio as autoridades russas pela censura a liberdade de expressão no país.

Na última sexta-feira (17) saiu o veredicto oficial e as três integrantes do grupo foram condenadas a dois anos de prisão por vandalismo motivado pelo ódio religioso.

A juíza Marina Syrova disse ao tribunal de Moscou que “as ações das garotas foram sacrílegas, blasfemas e infringiram as regras da igreja” e rejeitou o argumento de que não tinham a intenção de ofender os fiéis ortodoxos russos.

Em seu site oficial, Madonna escreveu um texto que pede a libertação das garotas:

“Eu protesto contra a condenação e sentença dada a Pussy Riot pela pena de dois anos por uma performance de 40 segundos que exaltou suas opiniões políticas. Mesmo que não concordem como elas se expressaram ou o local escolhido, a sentença é muito dura e, de fato, desumana. Apelo a todos aqueles que amam a liberdade para condenar esta punição injusta. Peço aos artistas de todo o mundo que protestem também contra essa farsa. Elas já passaram tempo demais na prisão até agora. Apelo a TODOS na Rússia que libertem o grupo Pussy Riot! MADONNA”

Além disso, no show que fez no último domingo em Zurique, na Suíça, fez mais homenagens ao surgir com os braços escritos FREE PUSSY RIOT, desde a canção Turn Up the Radio, e gritar ao pedir a liberdade das garotas antes de cantar Like a Virgin. Veja vídeo:

.

Abaixo, foto exclusiva que nosos amigo Josh Brandão tirou no show em Zurique:



Postado por | 21.08.12

polêmica

As autoridades de São Petersburgo não vão deixar barato o fato de Madonna ter falado sobre a comunidade gay no seu show de ontem na cidade. Segundo o deputado da Assembleia Legislativa, Vladimir Milonov, Madonna violou a absurda lei homofóbica aprovada na cidade que é contra propaganda ao homossexualismo e incitação a pedofilia (!).

“Estou aqui para dizer à comunidade gay e aos gays presentes aqui e ao redor do mundo que temos os mesmos direitos. Os mesmos direitos em sermos tratados com dignidade, com respeito, com tolerância, com compaixão e com amor”, disse ela além de exibir uma bandeira do movimento LGBT no palco.

O deputado alega que haviam presentes no show diversas crianças. “Madonna ou sua equipe precisam ser levados à justiça”, resmungou ele. A multa por violar a lei por variar entre 170 a 15.700 dólares.

Dias antes, o vice primeiro-ministro russo Dmitry Rogozin usou seu Twitter para chamar Madonna de “puta velha” e que ela se atreve a dar “lições de moral” ao pedir que as cantoras do grupo punk Pussy Riot sejam libertadas.

“Com a idade, toda puta velha tende a dar lições de moral em todo mundo. Em particular, em suas viagens pelo estrangeiro”, tuitou Rogozin, vice-primeiro-ministro da Indústria da Defesa. Pouco depois, em meio a uma troca de mensagens no Twitter, Rogozin enviou outra mensagem a Madonna: “Ou tira sua cruz, ou usa umas calcinhas”.

Na terça-feira, Madonna causou polêmica também no show que fez em Moscou dizendo que rezava pela liberdade das integrantes da banda de punk Pussy Riot, que podem ser condenadas a sete anos de prisão por terem feito uma “oração” contra o presidente russo.

PS: Aproveitando, Madonna NÃO foi presa após o show em São Petersburgo.



Postado por | 10.08.12

MDNA Tour

E realizou-se a pouco o show da MDNA Tour na polêmica cidade de São Petersburgo.

Devido a lei local que proíbe qualquer manifestação para promover a homossexualidade, Madonna falou novamente em seus discurso sobre a tolerância que tem dominado o mundo e fez uma homenagem a comunidade gay ao pedir que todos levantassem o braço com a pulseira rosa que foi dado a todos os presentes.

“Estou aqui para dizer à comunidade gay e aos gays presentes aqui e ao redor do mundo que temos os mesmos direitos. Os mesmos direitos em sermos tratados com dignidade, com respeito, com tolerância, com compaixão e com amor.

Devemos lutar pelos direitos em sermos livres! Para ser quem somos! Tenho viajado pelo mundo e percebo que as pessoas estão cada vez mais com medo de quem é diferente, estão mais intolerantes. Mas nós podemos mudar isso, nós temos o poder! Somos todos diferentes, mas temos uma força enorme. E não precisamos fazer isso com violência e sim com amor. Martin Luther King morreu falando sobre esses princípios, devemos lutar com amor e dignidade. Aqui e em qualquer lugar do mundo, devemos ter os mesmos direitos, com respeito, com compaixão e amor. Concordam comigo? Se sim, ergam seus braços e exibam a pulseira para apoiar a comunidade gay.”

“Jesus diz isso, Mohammed diz isso, Moses diz isso, está em qualquer livro sagrado, outras religiões dizem isso: “Ame o próximo como a ti mesmo”. Você não pode usar a religião para tratar mal as outras pessoas. Você não pode usar o nome de Deus para tratar mal as outras pessoas. Nós todos merecemos amor”. Vamos viver sem medo!
Amém!

Fãs levaram uma bandeira Gay com a palavra NO FEAR (sem medo)  impressa e também exibiram durante o discurso. A mesma palavra Madonna exibiu escrito nas costas durante a canção Human Nature.

Abaixo, o vídeo do discurso e as primeiras fotos:

Dançarinos e músicos do show erguem bandeira gay no palco em São Petersburgo:

Nosso colega Rudá de Ourofino esteve presente no show e fala um pouco do que rolou:

» O show estava marcado para 19:30 mas é claro que atrasou. Os fãs russos não são nem um pouco apaixonados como nós e nenhum acampou para pegar um bom lugar. No horário que cheguei, umas 15h, havia apenas umas 300 pessoas esperando na entrada, de forma completamente desorganizada.

» Desorganização não faltou, por parte do staff da arena, lógico. As entradas não estavam sinalizadas e os fãs se espremeram em frente a uma só entrada que só depois esclareceu-se que seria apenas para o Golden Circle. A moça do sorteio do Golden Triangle foi lá, viu a bagunça e desistiu de fazer o sorteio naquele momento. Ela teve que esperar que todos já estivessem dentro da arena para presentear os afortunados.

» Os portões foram abertos às 19h, pouco antes da hora oficial marcada pro início do show. Os russos são absurdamente mal educados, pior ainda do que os brasileiros. Pessoas foram machucadas com o empurra empurra pra entrar e consegui um bom lugar. A arena é pequena e oval e ainda por cima o palco foi colocado na horizontal, obrigando a passarela a ser encurtada. Estava bem menor que nos outros shows.

» Pulseiras cor de rosa foram realmente distribuidas antes do show, mas sem avisarem pra que seriam. O DJ Alesso começou a tocar 20:30 e terminou seu set uma hora depois ou um pouco menos. Logo depois, uma voz anunciou que o show estava prestes a começar e pediu para que as pessoas próximas do palco não fumassem. Todos acharam que estava prestes a começar mas acabou que atrasou mais uma hora.

» Madonna entrou no palco em torno de 22:20. Os russos não são nem de longe tão animados quanto nós brasileiros e a grande maioria não sabia nenhuma letra e dançou muito pouco. Ela fez um discurso muito bom sobre preconceitos e homofobia, como já citado acima.

» Muita gente que tinha pego a pulseira sem saber o motivo dela não gostou da atitude pró-gay e não levantou o braço. Porém, vários fãs seguravam cartazes com a bandeira gay escrito NO FEAR e Madonna até pegou um deles e segurou por um tempo.

» Quando ela citou Matin Luther King e fez uma breve pausa esperando que as pessoas fossem gritar e aplaudir, a grande maioria ficou com aquela cara de “foda-se o herói negro americano”. rs

» Em Like A Virgin ela mostrou a bunda inteira e as pessoas ficaram loucas com isso, gritando muito.

» Madonna falou bastante durante o show e se mostrou muito interessada, tanto que aprendeu muita coisa em russo. Inclusive na hora de cantar “One, two, tree, four” em Express Yourself ela cantou o correspondente em russo.

» O show acabou 00h30 e o metrô tinha acabado de fechar, o que causou uma grande chateação geral. Foi incrível a quantidade de pessoas que foram para a avenida mais próxima, a Moscovskaya, pedir carona pois não tinha como voltar pra casa. Taxi nenhum estava lá na hora da saída, apenas os que foram chamados pelas pessoas, e ônibus eram incertos, raros e quando vinham lotavam em segundos. Muita gente teve que voltar a pé.



Postado por | 9.08.12

MDNA Tour

Aqui a foto da pulseira rosa que está sendo distribuída a todos os presentes no show de hoje em São Petersburo, na Rússia. Madonna fará uma homenagem a comunidade LGBT.

“No show de quinta-feira, uma pulseira rosa será distribuída a todos que queiram apoiar a comunidade LGBT em São Petersburgo. A pulseira fará parte do show e esteja preparado para erguer seus braços em apoio!”

Isso vem devido a lei absurda e homofóbica aprovada na cidade que proíbe qualquer mensão homossexual. Meses atrás Madonna já havia dito que iria manifestar seu apoio aos homossexuais durante o show.

“Vou a São Petersburgo para dar voz a comunidade gay e dar força e inspiração aos que se sentem oprimidos. Eu sou uma lutadora pela liberdade. Meu show, minhas músicas, meu trabalho, minha arte, tudo é a respeito da liberdade de expressão. Vou falar no meu show sobre essa ridícula atrocidade. Eu não fujo da adversidade”, declarou.

Agradecimentos a Julio Almeida



Postado por | 9.08.12

Página 1 de 3 123

@MadonnaOnline facebook.com/MadonnaOnline Assine!
  /quem faz
Rafael Augustto
twitter - facebook
  /Próxima FESTONNA!

  /tags
Madonna no Brasil
MDNA Tour
Festonna
MDNA
Blog da Lola
Flagra
Guy Oseary

Lady Gaga
Material Girl
Britney Spears
Rumor
Twitter
Vazou
Video

MadonnaOnline Brasil